A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

02/04/2019 16:35

Casos de dengue aumentam e estoque de plaquetas preocupa

Fragmentos são usados no tratamento do tipo hemorrágica da doença, além de casos de leucemia e outros tipos de câncer

Liniker Ribeiro
Voluntário durante procedimento de doação de plaquetas (Foto: Paulo Francis)Voluntário durante procedimento de doação de plaquetas (Foto: Paulo Francis)

Com o aumento no número de casos confirmados de dengue, principalmente a do tipo hemorrágica, em Campo Grande, a procura por plaquetas também tem ampliado. O fragmento retirado do sangue, é elemento essencial para auxiliar na recuperação de pacientes, restabelecendo componentes do sangue que baixaram devido à doença. A necessidade é ainda maior devido ao fato de plaquetas também serem usadas em tratamentos de leucemia e outros tipos de câncer. 

Com isso, a preocupação tem se estendido a necessidade do estoque de plaquetas estar em dia para atender a demanda de pacientes. Inclusive, o Hemosul pede para que doações sejam realizadas regularmente, uma vez que são utilizadas com frequência.

“Por enquanto nosso estoque está suprindo a demanda, mas é tanta gente com dengue hemorrágica que a procura vem aumentando. Além disso, as plaquetas só podem ser usadas em até cinco dias após a doação, ou seja, elas prescrevem para a semana que vem. Por isso é importante que os doadores participem sempre”, destaca a gerente de comunicação do Hemosul.

Quem puder e se interessar em ajudar, pode procurar o Hemosul - localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304, Centro. Para doar, o voluntário pode optar em fazer o procedimento comum de doação de sangue – que em seguida as equipes separam os fragmentos – ou fazer a doação específica de plaquetas.

Para isso, é necessário que o doador já tenha realizado o procedimento comum por pelo menos duas vezes. Também é preciso fazer cadastro na Aférese, pesar mais de 60kg e passar por uma triagem.

O horário de atendimento do Hemosul é das 7h às 17h, de segunda a sexta; e das 7h às 12h aos sábados.

Fachada do Hemosul, na Avenida Fernando Côrrea da Costa (Foto: Paulo Francis)Fachada do Hemosul, na Avenida Fernando Côrrea da Costa (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions