A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/03/2013 11:17

Centros de Educação Infantil podem ficar sem merenda a partir de abril

Nadyenka Castro e Luciana Brazil
Mamed Dib, proprietário da empresa que fornece alimentos aos Ceinfs. (Foto: Marcos Ermínio)Mamed Dib, proprietário da empresa que fornece alimentos aos Ceinfs. (Foto: Marcos Ermínio)

Os Ceinfs (Centro de Educação Infantil) de Campo Grande podem ficar sem merenda a partir de abril. É que a empresa que fornece alimentos não recebeu os valores referentes às entregas de fevereiro e março e está com o estoque zerado.

O proprietário da MDR Alimentos, Mamed Dib Rahin, 42 anos, fala que no fim do ano passado, a administração anterior contratou mais um ano de serviço. No início de 2013, ele tentou contato com a Prefeitura, mas não foi recebido.

Ontem, a Prefeitura de Campo Grande abriu licitação para compra de alimentos para a merenda escolar dos Ceinfs. O problema é que o empresário não sabe como ficará a situação, já que têm contrato até dezembro com a prefeitura.

Um dia antes do início do ano letivo, Mamed foi procurado pela SAS (Secretaria de Assistência Social) e na madrugada do dia em que as aulas começaram, teve início a entrega em 150 locais.

Dezoito caminhões passaram o dia inteiro deixando alimentos não perecíveis em locais atendidos pela SAS. A alimentação referente a fevereiro ficou garantida e a de março também.

Só que a empresa, segundo Mamed, ainda não recebeu os R$ 450 mil referente aos dois meses de entrega de alimentos. Agora, o empresário afirma que se a dívida não for quitada e o pagamento a partir de abril não for antecipado, não terá condições de trabalhar. “O estoque está zerado e estou devendo fornecedor”, disse.

Licitação – A Prefeitura de Campo Grande abriu licitação para compra de alimentos para a merenda em escolas. Hoje, há produtos suficientes até o fim de abril.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions