ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 22º

Capital

"Cirilo" invadiu a casa de Ana Alice com duas facas e acabou morto por ela

Três armas brancas foram recolhidas pela perícia no local em que homem morreu e mulher ficou ferida

Por Marta Ferreira e Bruna Marques | 10/04/2021 10:29
Perita retirando faca utilizada em assassinato de ex-companheiro. (Foto: Kísie Ainoã)
Perita retirando faca utilizada em assassinato de ex-companheiro. (Foto: Kísie Ainoã)

A perícia apreendeu três facas no lugar em que um homem de 32 anos foi morto pela ex-mulher, de 24, que também ficou ferida e foi levada para o hospital. As informações relatadas no local indicam que Rafael da Silva Costa, tentou matar a ex, depois de invadir a casa dela, pulando o muro e arrombando a porta.

No meio da briga, acabou sendo morto pela mulher. Identificada como Ana Alice Barros, ela está na Santa Casa de Campo Grande, sob escolta. Passa por exames e pela avaliação dos médicos do setor de ortopedia.

Entre as facas recolhidas, uma delas tinha lâmina de pelo menos 30 centímetros.

A mulher chegou ao hospital levada pelo Corpo de Bombeiros. Apresentava ferimentos por arma branca no braço e na mão direita.

Ana Alice contou à polícia que Rafael invadiu a casa por volta das 5h30 e que não aceitava o fim do relacionamento de quatro anos. Conforme o breve relato dela antes de ir para o hospital, o ex-marido chegou à casa dizendo que ela tinha "outro homem".

Ana Alice, segundo as informações prestadas às equipes policiais, mora com o pai e estava com as duas filhas e uma terceira criança no lugar.

A mãe dela disse à polícia que havia histórico de violência no relacionamento, mas Ana Alice não denunciava Rafael por "medo e vergonha".

Cirilo em foto de 2015, quando foi preso por esfaquear segurança de loja. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Cirilo em foto de 2015, quando foi preso por esfaquear segurança de loja. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Conhecido como "Cirilo", ele tinha passagens policiais, por violência doméstica e roubo, e já cumpriu pena no regime fechado.

Em 2015, foi preso por esfaquear segurança em loja de shopping de Campo Grande. Na época, tinha 15 registros de crimes em seu nome.

Como foi - De acordo o relato dos vizinhos ouviram-se gritos, e depois silêncio. Testemunhas relataram que Rafael chegou ao local de bicicleta com duas facas em mãos e pulou o muro para invadir a casa. Também, de acordo com a mulher, arrombou a porta.

O homem já estava morto quando os bombeiros chegaram ao local.

Equipes  da Polícia Militar e da Polícia Civil  estiveram na casa, na Rua Iugoslávia. O delegado responsável pelo plantão na Depac Cepol, no Bairro Tiradentes, Rafael Kenji, disse que no momento não era possível repassar informações mais cabais.

Explicou que diante do fato de a mulher ter sido levada para o hospital, não pôde ser ouvida detalhadamente.

O boletim de ocorrência foi registrado com duas tipificações: homicídio simples e feminicídio na forma tentada.

(Matéria atualizada às 10h42 para acréscimo de informação)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário