A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

11/08/2018 12:12

Com alta expectativa de venda, comércio fica aberto até às 18h

Lojistas dizem que começo do mês houve baixa nas vendas no começo do mês, mas essa semana houve uma recuperação

Bruna Kaspary
Comerciantes esperavam mais movimento, na manhã desse sábado, no centro da cidade (Foto: Bruna Kaspary)Comerciantes esperavam mais movimento, na manhã desse sábado, no centro da cidade (Foto: Bruna Kaspary)

Apesar de um começo de mês “fraco” nas vendas, os comerciantes do centro da cidade garantem que a semana que antecedeu o dia dos pais melhorou consideravelmente o movimento na região. Nesse sábado (11), as lojas ficarão abertas até às 18h e boa parte das lojas aproveitaram a data para fazer promoções.

Hoje pela manhã o movimento na principal rua do centro da cidade não era o que os comerciantes estão acostumados em ver às vésperas de datas comemorativas, mas, para ele, a partir da hora do almoço quem deixou o presente do pai para a última hora deve começar a procurar.

“Agora de manhã tá assim acredito que porque está meio friozinho, foi assim ontem também, mas dá meio dia e o pessoal volta todo para a rua”, explica a gerente de uma loja de roupas, Gleyci Campos. Ela pontua que na primeira semana do mês o movimento deixou a desejar e que com a aproximação do dia dos pais as vendas voltaram a subir e agora já está tudo normal novamente.

Cássia Ramos é a responsável por uma loja de calçados na 14 de julho e comenta que os funcionários ficaram até surpresos com o movimento, que acreditava que cairia por causa das obras em alguns pontos da rua.

As duas lojas estão com promoções do dia dos pais e ficarão abertas até às 18h, para garantir que todos comprem os presentes do dia dos pais.

As compras – A economista Stela Moura, de 48 anos, e a filha Ana Karolina, de 17, foram agora pela manhã ao centro da cidade para comprar os presentes, que tiveram que deixar para a última hora. Stela comenta que, além da falta de tempo, está aproveitando as promoções, que sempre surgem nas vésperas. “Afinal de contas, eu tenho que comprar presente para o pai dela, avô, e até agora já gastamos mais de R$ 200,00”, brinca.

Alana Oliveira, de 24 anos, foi com o irmão, Alan, de 22, e o marido, Madson Fernando, de 25, para comprarem os presentes dos seus pais. Cada um pretende pagar entre R$ 150,00 e R$ 200,00. “Aqui cada um vai comprar o seu, nosso pai não vai ganhar só um não”, comentou a jovem.

Alana, Alan e Madson foram à uma loja de calçados para tentar achar o presente dos pais (Foto: Bruna Kaspary)Alana, Alan e Madson foram à uma loja de calçados para tentar achar o presente dos pais (Foto: Bruna Kaspary)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions