ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, DOMINGO  28    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Com greve, lotes de vacinas começam a vencer na rede pública

Por Lidiane Kober e Flávia Lima | 07/07/2015 14:37
Audiência de conciliação começou às 14h30 e será mediada pelo desembargador Fernando Marinho (Foto: Vanessa Tamires)
Audiência de conciliação começou às 14h30 e será mediada pelo desembargador Fernando Marinho (Foto: Vanessa Tamires)

Com a greve dos enfermeiros (7), que hoje entrou no 17º dia, lotes de vacinas começaram a vencer na rede pública de saúde. Enquanto isso, pais entram em desespero com o atraso no calendário de vacinação dos recém-nascidos. A prefeitura lançou mutirão nos fins de semana e famílias madrugam para garantir senha, mesmo assim, tem gente que volta para casa sem conseguir imunizar os filhos.

“Nos 13 primeiros dias de greve, 720 eletrocardiogramas deixaram de ser feitos, além de 126 eletroencefalogramas, 324 endoscopias e 216 testes ergométricos. Ao mesmo tempo, lotes de vacina para recém-nascidos estão vencendo por falta de profissionais para imunizar. Os dados são graves e nos preocupam demais”, disse o secretário municipal de Saúde, Jamal Salem.

Nesta terça-feira (7), ele foi ao TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para tentar um acordo com os enfermeiros. A iniciativa partiu da Justiça diante os efeitos que a greve pode gerar à população. “Só posso oferecer a garantir de retomar as negociações em setembro ou outubro”, disse Jamal, afastando de vez chance de aumento imediato.

Em nome da categoria, Hederson Fritz foi ao Tribunal de Justiça. Segundo ele, o pleito é de reposição de 8,5% e equiparação, em 5 anos, do salário dos auxiliares, técnicos e enfermeiros ao piso nacional de cada profissão. No caso dos técnicos, por exemplo, no período, a remuneração passaria de R$ 1,1 mil para R$ 2,1 mil, 15% de elevação em cada ano, fora o reajuste referente a inflação de cada ano.

A audiência de conciliação começou às 14h30 e será mediada pelo desembargador Fernando Marinho. Recentemente, o tribunal conciliou e conseguiu dar fim à greve dos professores na rede estadual de ensino.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário