A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

20/12/2012 11:19

Com investimento de R$ 20 milhões, agência monitora serviços públicos

Aline dos Santos e Paula Vitorino
Central monitora serviços de lixo, água e transporte. (Foto: Paula Vitorino)Central monitora serviços de lixo, água e transporte. (Foto: Paula Vitorino)

Com uso de tecnologia, a qualidade dos serviços de transporte coletivo, coleta de lixo e saneamento básico – que foram repassados da prefeitura de Campo Grande à iniciativa privada – são monitorados pelo Centro de Monitoramento da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados. O investimento foi de R$ 20 milhões, em parte custeados pelas empresas.

De acordo com o diretor da agência, Marcelo Amaral, o monitoramento é planejado há quatro anos. “Esta semana entrou em funcionamento. Para saber se o serviço é oferecido de forma correta”, afirma. São monitorados o consórcio Guaicurus, que venceu licitação para operar o sistema de transporte coletivo urbano, CG Solurb, responsável pela coleta de lixo, e a Águas Guariroba, que presta serviços de água e esgoto.

Na próxima semana, o controle vai se estender sobre o terminal rodoviário, administrado pela Socicam. Futuramente, a atuação do consórcio vencedor da licitação para inspeção veicular será fiscalizada.

Em relação ao transporte, serão monitorados índice de ocupação, cumprimento de horário, acessibilidade e qualidade da frota. Também serão instaladas câmeras próximas às catracas. Elas vão captar imagens dos beneficiados com gratuidade, como idosos e estudantes, para confrontar com a foto da carteirinha dos usuários. Desta forma, serão coibidas irregularidades no uso do benefício.

A partir de fevereiro, será disponibilizado aplicativo, por meio de celular, que oferece ao passageiro informações sobre o horário em que o ônibus passará em cada ponto de embarque. Os dados sobre os veículos são passadas por satélite.

Recurso tecnológico similar permite a fiscalização dos caminhões da coleta de lixo. Marcelo Amaral explica que no caso de reclamação de que o caminhão não passou, é possível verificar a rota e o horário em que o veículo circulou pelo bairro.

Mil buracos – No serviço de água, o sistema monitora os níveis dos reservatórios em cada região da cidade. Segundo o diretor-presidente da Águas Guariroba, José João Fonseca, os pontos de vazamento passaram de 1.100 para 130 com a implantação do sistema. “Deixamos de fazer cerca de mil buracos na cidade por conta desse tipo de problema”, afirma. Em Campo Grande, 99,6% da população tem água potável.

A central de monitoramento funciona com seis funcionários, responsáveis por acompanharem as telas com as informações. “A Agência de Regulação entra numa era de modernização para fazer o monitoramento dos serviços terceirizados”, salienta o prefeito Nelsinho Trad (PMDB). O senador Waldemir Moka (PMDB) destacou a iniciativa. “Não sei de outra cidade que tenha esse tipo de acompanhamento”. A central fica localizada na rua Dom Aquino, 2383.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions