A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/10/2016 09:07

Com rosto coberto e em silêncio, PM suspeito de matar mulher se entrega

Viviane Oliveira e Julia Kaifanny
Com rosto coberto, policial chega à delegacia para prestar depoimento sobre morte de mulher. (Foto: Julia Kaifanny)Com rosto coberto, policial chega à delegacia para prestar depoimento sobre morte de mulher. (Foto: Julia Kaifanny)

O policial militar da reserva, Valdecir Ferreira, 55 anos, suspeito de matar uma mulher a tiros no domingo (16), se apresentou nesta manhã na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Acompanhado pelo advogado de defesa José Roberto Rodrigues da Rosa, o policial chegou à delegacia com o rosto coberto com uma toalha. Ele não quis falar com a imprensa.

Valdecir é suspeito de ter matado com quatro tiros Kátia Campos Valejo, 35 anos. O crime ocorreu na casa dele, na Rua Tintoreto, no Bairro Nossa Senhora das Graças, em Campo Grande. 

Conforme a Polícia Civil, a vítima que estava sem documentação, foi identificada no Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) pelo pai, Alaor Valejo. Kátia tinha passagem por tráfico de drogas e chegou a ser julgada, mas foi absolvida.

Segundo relatos de testemunhas à polícia, o suspeito mantinha um relacionamento amoroso com Kátia. Com a vítima foi encontrado um cachimbo para usar droga e, de acordo com informações repassadas à polícia, o crime ocorreu porque a mulher teria tentado furtar a arma do autor. O caso é investigado pela Deam como feminicídio. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions