A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Agosto de 2019

02/08/2019 19:46

Competições de Laço movimentam CLC com animais que valem 24 carros

Evento está sendo realizado desde o dia 1º no Parque do Peão; provas em 10 categorias terminam no domingo

Liniker Ribeiro
Competir mirim durante prova na tarde desta sexta-feira no CLC (Foto: Paulo Francis)Competir mirim durante prova na tarde desta sexta-feira no CLC (Foto: Paulo Francis)

Duas das mais importantes competições de Laço Comprido do País, Potro do Futuro e Campeonato Nacional de Laço Comprido, estão em sua 14ª edição em Campo Grande até o próximo domingo (4). Desde as primeiras horas do dia de ontem (1º), o Parque do Peão CLC abriu espaço para competições em 10 diferentes modalidades, que reúnem os melhores cavalos da raça Quarto de Milha.

Com entrada gratuita, o público é convidado a prestigiar as etapas da competição. As finais começam hoje e vão até até domingo. Quem for até o local também poderá conferir de perto o desempenho de animais de alto rendimento e, até mesmo, de alto investimento.

Entre os animais capazes de fazer brilhar os olhos de qualquer um, equinos que chegam a custar até 24 vezes o valor de um carro popular. E, mesmo assim, interessados não faltam. Dona de currículo de invejar, a égua Aquarela, por exemplo, ostenta mais de sete troféus em competições. Além de ser o orgulho de seu criador, o médico veterinário Missael Marcondes Alves, o animal é um dos mais bem avaliados.

 

Égua Aquarela é premiada e será 50% leiloada com lance mínimo de R$ 10,2 mil em 36 vezes (Foto: Paulo Francis)Égua Aquarela é premiada e será 50% leiloada com lance mínimo de R$ 10,2 mil em 36 vezes (Foto: Paulo Francis)
Resultado do classificatório em uma das categorias disputadas nesta sexta-feira (Foto: Paulo Francis)Resultado do classificatório em uma das categorias disputadas nesta sexta-feira (Foto: Paulo Francis)

“Ela será leiloada está noite e o lance inicial está em R$ 10,2 mil a parcela”, revelou o diretor CLC, Abeldes Silva Rodrigues, destacando que o valor será pago em 36 vezes, totalizando R$ 367 mil. E olha que o preço é referente a apenas 50% do animal. Todo o sucesso de Aquarela, prestes a completar 10 anos, faz com que seu passe seja ainda maior, ultrapassando os R$ 700 mil.

Menina dos olhos de Missael, o médico veterinário explica que decidiu leiloar metade do animal por “ser impossível se desfazer dela por completo”, revelou. “Foi a minha prima compra, além de ter sido amor a primeira vista”, disse.

Morando atualmente em Manaus, Missael é dono de aproximadamente 30 cavalos da raça. Aquarela, inclusive, é mãe de dois animais que herdaram seu bom desempenho e hoje colecionam bons resultados em competições.

Valorizados - De acordo com o presidente do MSQM (Núcleo Sul-Matogrossense do Cavalo Quarto de Milha), Igor Viana, a qualidade da raça, aliada à boa pontuação em competições, faz com que cavalos Quarto de Milha cheguem a custar pelo menos R$ 50 mil. “O animal que se destaca na pista e se classifica entre as primeiras 10 colocações chegam a custar entre R$ 100 e 200 mil tranquilamente”, revelou.

Além dos preços de cada animal, mais de R$ 200 mil em prêmios serão distribuídos entre os campeões de cada categoria. As provas, que terminam no domingo, acontecem a partir das 7h. As finais estão previstas para as 14h do último dia da competição.

Mais de 450 animais foram inscritos nos dois campeonatos. Conforme a organização, este é um recorde. No local do evento, um espaço amplo aguarda os visitantes, com stands de empresas do setor, com reconhecimento a nível nacional. Neste ano, as competições receberam mais de 400 inscrições, além de 100 competidores e 200 animais Quarto de Milha.

Na região Centro-Oeste, o Mato Grosso do Sul lidera na criação da maior raça equina do país. Com mais de 31 mil animais registrados no Stud Book da ABQM – departamento especializado no reconhecimento e emissão de certificados de registros genealógicos –, o Estado está entre os quatro maiores plantéis nacionais de cavalos Quarto de Milha. Segundo levantamento do Núcleo Sul-Matogrossense, 80% do plantel de equinos do MS é desta raça. “Isso comprova o desenvolvimento do QM no Estado”, completou Igor Viana.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions