A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

29/07/2019 13:51

Condutor e vítima de acidente tinham chegado de viagem de 1,3 mil km

Motoristas são de empresa contratada para carregar equipe de Jads e Jadson; polícia vai apurar se tempo de sono era respeitado

Anahi Zurutuza e Clayton Neves
Movimentação da polícia no local do acidente (Foto: Henrique Kawaminami)Movimentação da polícia no local do acidente (Foto: Henrique Kawaminami)

A perícia concluiu os trabalhos e a equipe da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) terminou os levantamentos no local do acidente que matou o motorista auxiliar Alziro de Oliveira Marquize, de 54 anos. Agora, a polícia vai ouvir o motorista Ervando Aparecido Araújo, 45, que manobrava o ônibus que prensou o colega contra a parede, e apurar se o tempo de descanso dos condutores estava sendo respeitado.

Evandro e Alziro dividiam o volante do veículo que carrega a equipe técnica da dupla Jads e Jadson. Nesta manhã, ônibus havia acabado de chegar de viagem de 1.381 km de Rondônia para Campo Grande e seria guardado na garagem da transportadora. Os sertanejos fizeram show na sexta-feira à noite na 10ª Expovale, no Parque de Exposições

Agropecuárias no município de Vale do Paraíso, no interior do estado do Norte.
Conforme apurou o delegado Jarley Inácio, plantonista da Depac da Vila Piratininga, era Alziro que conduzia o veículo nos últimos quilômetros antes de chegar à Capital. Evandro, portanto, estaria descansado.

A princípio, a morte será apurada como homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Além do motorista, também serão ouvidos os responsáveis pela empresa.

O advogado da dupla, Lucas Abdul Ahad, acompanhou todo o trabalho da polícia e explicou apenas que o transporte da equipe é terceirizado. Os motoristas, portanto, são funcionários da transportadora contratada por Jads e Jadson há cerca de 2 anos. Ele disse ainda que ainda não conversou com os clientes, mas os artistas devem emitir nota para a imprensa assim que se inteirarem dos fatos.

Bombeiros e polícia de trânsito também foram para o local (Foto: Henrique Kawaminami)Bombeiros e polícia de trânsito também foram para o local (Foto: Henrique Kawaminami)

O acidente - Conforme o sargento Carlos Ferreira, do BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), Alziro dava sinal para o Evandro sair da garagem com o ônibus à marcha ré, quando foi prensado contra o muro. O condutor foi submetido ao teste do bafômetro e o resultado deu negativo.

Segundo o policial, no pátio da empresa há uma abertura (onde fica uma canaleta de água) e a suspeita é de que o motorista deu uma acelerada para sair do buraco e acabou atingindo o colega. O câmbio do veículo é automático.

Os dois funcionários são habilitados para dirigir ônibus e trabalhavam juntos há 4 meses.

Alziro sofreu trauma grave de tórax, na cabeça e morreu após parada cardiorrespiratória. Bombeiros tentaram reanimá-la por 40 minutos, mas ele não resistiu.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions