A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/07/2013 12:27

Conselho irá marcar reunião para discutir erros na obra da Júlio de Castilho

Leonardo Rocha
Conselho quer marcar reunião para discutir problemas na Júlio de Castilho (Foto: Marcos Ermínio)Conselho quer marcar reunião para discutir problemas na Júlio de Castilho (Foto: Marcos Ermínio)

Após diversos erros no planejamento e execução da obras na Avenida Júlio de Castilho, o Conselho Regional do Imbirussu pretende marcar uma reunião com os secretários Kátia Maria Moraes (Agetran), Semy Ferraz (Seinthra) e Valter Cortez (Planurb) para discutir que mudanças poderão ser feitas antes da sua inauguração.

O presidente do conselho, Elvis Rangel, espera marcar este encontro para o próximo dia 8 de agosto, na Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano). “Vamos apresentar para eles uma lista de questões que devem ser revistas pela prefeitura, nós recebemos as reclamações dos moradores e comerciantes e podemos apontar os erros que podem ser corrigidos”, afirmou ele.

Segundo Rangel, se a prefeitura optar por fazer novas mudanças, ele espera que não haja alterações que gerem mais custos ao poder público. “Isto irá demonstrar que o novamente do dinheiro público foi jogado fora, se não tiver como então que se conserte o que é melhor para população”, apontou.

Obra já apresenta rachaduras antes de ser inaugurada (Foto: Marcos Ermínio)Obra já apresenta rachaduras antes de ser inaugurada (Foto: Marcos Ermínio)

O conselheiro lembrou que até o momento a prefeitura ouviu os moradores de forma esporádica e não pediu sugestões para o conselho. “Nós propomos uma grande reunião com conselheiros, comerciantes e moradores para que todos possam expor as melhores alternativas”.

Denúncia – Elvis Rangel ainda denunciou que algumas alterações na Avenida (Júlio de Castilho) têm gerado insatisfação aos moradores. Ele citou a mudança no trajeto dos ônibus ao entrar no terminal Júlio de Castilho, que agora passa na frente da escola municipal Irmã Irma Zorzi. “O fluxo na frente da escola está intenso, na hora da chegada e saída dos alunos é um grande transtorno que pode gerar acidentes, a prefeitura poderia evitar este risco”, explicou.

Além deste problema, existem reclamações à sinalização e trânsito confuso nas principais vias de acesso, a implantação de pisos táteis em locais errados, pavimentação que já apresenta rachaduras e canteiros mal planejados. Ainda existe a polêmica envolvendo a proibição do uso dos estacionamentos e a possível transformação da Rua Yokohama em mão única.



Moro na Rua Pitangui - proximo ao terminal, as mudanças que estão acontecendo são uma sucessão de erros, vai piorar tudo, o asfalto das ruas não irão suportar o trânsito de ônibus, a Julio de Castilhos não pode ser atravessada mais... O que é isso? Reordenação ou desordenação total?
 
Maria Lucia em 26/07/2013 14:30:18
moro na frente aeroporto fica impossivel na hora de pico chegar em casa
a rua yokoama aonde descia para ir por bairro fecharan temos que ficar se arriscando ate na hora que acontecer um acidente grave e ai bernal
 
juliana martins em 26/07/2013 14:27:10
Sou morador da Rua Gravatá e até agora não entendi como que se pode desviar o fluxo de onibus para a frente de uma escola primária, além do mais alargaram apenas uma quadra da rua, deixando as outras quadras com as calçadas largas, ficando assim um transito confuso e passivel de acidentes,
 
VITOR MARTINEZ em 26/07/2013 12:51:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions