A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/05/2011 12:40

Defesa de acusado de matar garota de programa alega insanidade mental

Aline dos Santos e Francisco Júnior
Leonardo está no banco dos réus por morte de garota de programa. (Foto: Simão Nogueira)Leonardo está no banco dos réus por morte de garota de programa. (Foto: Simão Nogueira)

A defesa de Leonardo Leite Cardoso, que está no banco dos réus pela morte da garota de programa Claudinéia Rodrigues, alega insanidade mental do acusado. Ou seja, que ele não teria discernimento sobre o que estava fazendo na hora do crime.

Durante o julgamento, que acontece nesta sexta-feira em Campo Grande, o defensor público Paulo Henrique Paixão apresentou aos jurados três laudos médicos.

O primeiro data de 2007 e foi feito no Rio de Janeiro pelo neurologista Moacir Soares Filho. Segundo a defesa, o laudo aponta que Leonardo tinha distúrbios, tanto depressivo quanto agressivo.

No segundo exame, realizado em junho de 2009, a psiquiatra Juciléia Tezarolo Miranda aponta comportamento psicótico. Na ocasião, o acusado se disse paranóico. Por fim, laudo da psicóloga Sara Suzane Silva Costa aponta que o acusado é inimputável.

Em nenhum momento o defensor alegou que o réu é inocente. Caso os jurados acatem a tese da defesa, Leonardo, se condenado, não ficaria em uma cela de presídio, mas em espaço dentro da prisão para internos com problemas mentais.

Segundo Paulo Paixão, é melhor que ele seja cuidado por médicos do que cumpra pena em regime comum e saia da cadeia daqui a cinco anos. “Eu falei que ia fazer uma defesa técnica, com base nas provas do processo e perícia”, afirmou.

A acusação descarta a tese de insanidade mental e pede pena de 18 anos para Leonardo. O crime foi em maio de 2009. A garota de programa foi morta a chutes e pedradas.

Também foram acusados Fernando Pereira Verone e Hugo Pereira da Silva. O primeiro foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão, mas está em liberdade devido a um habeas corpus. Hugo foi inocentado pelos jurados.



QUE ABSURDO!!!
Apesar desses argumentos que ninguem acredita, nem mesmo o proprio Leonardo, esse monstro, esperamos que ele seja preso.
 
Rose de Oliveira em 06/05/2011 07:34:38
Incrível como são as coisas quando alguém paga por sua defesa. Um criminoso hediondo, de má índole e péssimo comportamento, tem agora a seu favor a atenuante de que é inimputável, não sabia na ocasião o que fazia. Ora, pessoas que não sabem o que fazem, mas que até então ainda não tinha tirado a vida da própria mãe, irmãs ou irmãos, ou até mesmo a própria. Bastou cometer um crime, por sinal, com requintes de crueldade para surgir os sintomas da doença e assim a defesa livrá-lo da prisão. Gostaria muito de ver a atuação de um advogado de defesa se a vítima pertencesse à sua família. Inaceitável tudo isso. Além de CRIMINOSO esse bandido é um COVARDE!!!!!
 
jonas bilder em 06/05/2011 03:56:52
Interessante..... quando o calo aperta todo mundo fica doido.....é a desculpa da moda agora! Não desmerecendo o Laudo Psicológico, seria interessante submeter essa pessoa que de repente surtou e ceifou a vida de uma pessoa, a mais profissionais como psiquiatra para ver se os laudos concordam em si com os problemas apresentados aparentemente recentes pelo réu. Estão banalizando a vida das pessoas.....comete-se crimes horriveis e boa parte consegue se safar porque surta....fala sério!
 
zenilza sampaio em 06/05/2011 03:55:23
Coitadinho ele é insano rasga notas de 100,00 reais e come fezes. Vai contar outra piada Snr Advogado pois esta não valeu. Cadeia nesse assassino.
 
Vanderley Batista Gomes em 06/05/2011 02:00:41
Agora não é justo que um homem com surto mate uma pessoa e fique impune!!
 
Reinaldo Costa em 06/05/2011 01:08:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions