ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Defurv conclui inquérito que investigou a morte do empresário Erlon Bernal

Por Alan Diógenes | 14/04/2014 23:29
Corpo do empresário foi colocado dentro de uma fossa. (Foto: Marcelo Victor)
Corpo do empresário foi colocado dentro de uma fossa. (Foto: Marcelo Victor)

A delegada titular da Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos), Maria de Lourdes Cano, concluiu nesta segunda-feira (14), o inquérito policial que apurou a morte do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, 32 anos e o roubo do veículo dele.

Novas provas surgiram durante as investigações, segundo a delegada, que apresenta o resultado do trabalho realizado pela Defurv, nesta terça-feira (15), às 15 horas, durante uma entrevista coletiva que acontece na sede da DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil), no Parque dos Poderes.

Os quatro homens acusados de envolvimento na morte do empresário, serão mais uma vez apresentados à imprensa nesta terça-feira (15).

Crime -De acordo com Dr.ª Maria de Lourdes Cano, o empresário saiu de casa no início da tarde do dia 1º de abril, para mostrar o veículo a um suposto comprador, que tomou conhecimento da venda através de um site de compras na internet.

O ponto de encontro entre a vítima e os acusados foi a rotatória da avenida Interlagos, na saída para São Paulo. De lá os homens levaram o empresário para o bairro São Jorge da Lagoa, onde ele foi morto no quintal, com um tiro na nuca e enterrado em uma fossa séptica, onde o corpo foi encontrado pela Polícia Civil no último dia 6 de abril.

As investigações contaram com o apoio do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Seqüestros), Acadepol/MS (Academia de Polícia Civil Delegado Júlio César da Fonte Nogueira) e o DIP (Departamento de Inteligência Policial).

Nos siga no Google Notícias