A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/05/2011 10:48

Derf apresenta presos por roubo na saída de agência bancária

Vanda Escalante e Paula Vitorino

Foi o quinto roubo praticado pela quadrilha em porta de banco e outras seis ocorrências podem ter relação com o bando

Os quatro foram presos logo depois do roubo, na sexta-feira (20). (Foto:João Garrigó)Os quatro foram presos logo depois do roubo, na sexta-feira (20). (Foto:João Garrigó)
Wagner Rodrigues Nascimento está foragido. (Foto: Reprodução)Wagner Rodrigues Nascimento está foragido. (Foto: Reprodução)

A Derf (Delegacia Especializada de Repressão aos Roubos e Furtos) apresentou na manhã desta quarta-feira (25) as quatro pessoas presas na última sexta-feira (20) pelo roubo de R$ 35 mil na saída do banco Bradesco da Avenida Coronel Antonino, em Campo Grande. Também foram divulgados os nomes de outros dois integrantes da quadrilha, que estão foragidos.

Estão presos Aureni Rodrigues de Oliveira, 36 anos, apontada como mulher líder do grupo e que atuava como “olheira” durante as ações; Antonia Pereira Rodrigues, 34 anos, também “olheira”; Adailton Mascarenhas da Silva, travesti conhecida como Daiane, 30 anos, “olheira”; e Antonio Alves de Arruda Junior, 28 anos, apontado como “executor” dos roubos, responsável pela abordagem à vítima.

Os foragidos, procurados pelo roubo de sexta-feira, são: Wagner Rodrigues Nascimento, 31, anos “executor”, e Sofia Rodrigues de Arruda, 45 anos, “olheira”. A polícia procura ainda outras duas pessoas, que embora tenham relação com o grupo preso, não estiveram envolvidos no último roubo. Um foi identificado apenas como Daniel, foragido do regime semiaberto, e outra é uma mulher, cujo nome não foi divulgado.

De acordo com o delegado Fábio Peró, os presos confessaram a realização de cinco roubos nos mesmos moldes desde janeiro deste ano, somando um montante de aproximadamente R$ 80 mil. A polícia investiga ainda a possível participação da quadrilha em outras seis ocorrências com as mesmas características.

O delegado informou ainda que a agência bancária preferida pela quadrilha era a do Bradesco da Rua Marechal Rondon, no centro, onde Aureni tem conta corrente, mas os bandidos teriam mudado de local por conta da presença da polícia, que vinha investigando os roubos na saída do banco desde o começo do ano.

Em família - Relações de parentesco ligam entre si a maioria dos membros da quadrilha. Daniel, o foragido do semiaberto, é marido de Aureni, presa como líder do bando, que por sua vez é prima de Antonia, também presa. Já Antonio, que está preso, é marido de Sofia, que está foragida.

Derf prende quatro por roubo de R$ 35 mil na saída de agência bancária
Quatro pessoas foram presas pelo roubo de R$ 35 mil na saída do banco Bradesco, na avenida Coronel Antonino, em Campo Grande. A vítima é funcionária ...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


quem deve dizer se eles devem mofar ou não na cadeia é apenas o JUIZ, nem um revoltado deve dizer isso, agora justiça deve ser feita sim....parabéns por mais um trabalho bem feito
 
luis carlos em 04/06/2011 10:16:54
Esses dias escutei a coisa mais certa do mundo: ESSES "157" SÃO UNS BANDO DE PREGUIÇOSO(a)...CAMPO GRANDE TÁ CHEIO DE EMPREGO NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO, EMPREGANDO ATÉ QUEM NÃO TEM EXPERIENCIA...E NEGUINHO PREFERE ROUBAR...NÃO QUEREM NADA COM A DUREZA, COM O TRABALHO DURO, MAIS HONESTO!...acho que devo rever meus conceitos sobre pena de morte!
 
Carlos Henrique Sá em 26/05/2011 09:29:51
É de se espantar a quantidade de presos do regime semi aberto que cometem crimes e outros que estão foragidos.
Mais uma vez vemos que poucos são os que se empenham em se tornar cidadãos de verdade com um sistema prisional falido como o do nosso país.
 
Wellington Sampaio em 25/05/2011 11:54:50
Bando de desgraçados, tinham de mofar na cadeia, pena que isso não acontece no nosso Brasil Varonil nil nil.
Por causa dessa laia, que assaltou minha esposa passei seis meses endividado pagando empréstimo para honrar meus compromissos.
 
Claudio Soares em 25/05/2011 11:40:44
PARABENS AOS POLICIAIS DA DERF POLICIA CIVIL..
 
Luiza da Silva Caldas em 25/05/2011 03:39:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions