A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/11/2015 18:23

Desafio do novo presidente da OAB é retomar protagonismo da ordem

Ricardo Campos Jr.
OAB terá eleições para nova diretoria nesta sexta-feira (Foto: Marcos Ermínio)OAB terá eleições para nova diretoria nesta sexta-feira (Foto: Marcos Ermínio)
Para Lázaro, campanha foi positiva (Foto: Gerson Walber)Para Lázaro, campanha foi positiva (Foto: Gerson Walber)

Na próxima sexta-feira, 7.781 advogados vão às urnas para escolher o novo presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional de Mato Grosso do Sul). Durante a campanha, um elemento se sobressaiu e deve ser o desafio dos eleitos: elevar e equilibrar o papel da ordem perante a categoria e a sociedade.

Lázaro José Gomes Júnior considera extremamente positiva as ações do grupo que está encabeçando. Com propostas voltadas às mulheres, aos colegas novatos e para as subseções no interior do estado, ele diz que as reuniões de campanha evidenciaram a necessidade e o anseio de priorizar a administração da entidade para a advocacia militante.

“Resgatar o respeito à nossa profissão e a prosperidade da carreira, que para tanto temos propostas e iniciativas para a defesa das prerrogativas de forma intransigente e efetiva, bem como resgatar a consulta jurídica, o pagamento da consulta jurídica e estabelecer como obrigatória a tabela de honorários mínimos, reabrindo o dialogo com toda a advocacia do estado”, afirma.

Os rivais entraram com vários pedidos para impugnar membros da chapa de Lázaro por terem graus de parentesco. “Para evitar maiores discussões, fizemos as substituições, mas a essência da chapa foi mantida”, afirma.

Mansur diz que reabertura do Fórum em tempo integral é prioridade (Foto: Fernando Ientzsch)Mansur diz que reabertura do Fórum em tempo integral é prioridade (Foto: Fernando Ientzsch)

Mansour Karmouche, atual vice-presidente da ordem, acredita que conseguiu atingir o propósito, defendendo e colocando os principais anseios da advocacia em primeiro plano. “Vamos propor nossa agenda política. Temos como prioridade o restabelecimento imediato do horário integral de funcionamento do Fórum e a padronização dos procedimentos cartoriais”, afirma.

Ele irá finalizar oficialmente a campanha nesta quinta-feira durante um evento no Honrará. “Queremos fazer de forma positiva e trazer uma nova visão para a advocacia sul-mato-grossense. Administrar de forma transparente e aberta e bem democrática”.

Adversários tentaram impugnar a candidatura de Karmouche alegando que ele não poderia exercer mandato por ter ficado durante anos afastados da advocacia por estar à frente do Crime (Conselho Estadual dos Corretores de Imóveis). “O pedido já foi julgado improcedente, explica.

Chapa de July Heyder recorreu ao Conselho Federal contra impugnação de vice (Foto: Gerson Walber)Chapa de July Heyder recorreu ao Conselho Federal contra impugnação de vice (Foto: Gerson Walber)

O candidato de oposição July Heyder da Cunha Souza também considera prioridade o resgate do papel da advocacia perante a sociedade. “Em resposta a isso, propusemos reconduzir a ordem ao debate das questões que realmente interessam. Havia uma grande campanha de valorizar a imagem do advogado perante a sociedade para destacar o papel dele, que é promover a justiça junto com o Ministério Público e o Poder Judiciário”, afirma.

Assim como os rivais, a chapa encabeçada pelo ex-secretário adjunto da OAB-MS teve pedidos de impugnação feitos pelos outros concorrentes, também por grau de parentesco entre candidatos aos cargos no grupo.

“Tentaram impugnar a candidatura de nossa vice, mas foi indeferido. Eles alegaram que ela era cunhada de uma das candidatas ao Conselho Federal”. No entendimento do próprio órgão, que analisou o recurso, não haveria impedimento no grau de parentesco por se tratarem de atuações em diferentes esferas, uma local e outra nacional.

Julio Cesar afirma ter conseguido apoio expressivo durante a campanha (Foto: Fernando Ientzsc)Julio Cesar afirma ter conseguido apoio expressivo durante a campanha (Foto: Fernando Ientzsc)

Julio Cesar Souza Rodrigues, que tenta a reeleição, afirma que houve uma adesão expressiva da advocacia durante sua campanha, que ele atribui “ao trabalho que desenvolvemos, com números recordes de ações realizadas e eventos”. Ele afirma que tem o apoio de pelos menos dez presidentes de outras seccionais no Brasil que o estão ajudando a conquistar apoio dos eleitores em Mato Grosso do Sul.

“Os advogados receberam muito bem as nossas propostas, destacando o carro-chefe de nossa gestão e a continuidade dela que são a garantia das prerrogativas dos advogados e o trabalho a frente da ESA (Escola Superior de Advocacia). Tudo isso é fruto de um grande reconhecimento, diz o candidato.

Durante a corrida presidencial, Julio Cesar ouviu as reivindicações dos colegas que fizeram emergir novas propostas. “Pediram para fazer um estudo sobre a possibilidade de uma previdência privada em nível de Brasil. Hoje nós as temos regionalizadas. Os advogados estão pensando no futuro”, completa.

Em números – Segundo a Comissão Eleitoral da OAB-MS, para serem considerados aptos a votar, os advogados inscritos na ordem devem estar com as anuidades em dia. Em Campo Grande, 4.821 irão participar do pleito junto com outros 2.960 no interior.

Para organizar o processo, foram escolhidos e treinados 48 mesários na Capital e 99 nos demais municípios, que deverão operacionalizar 47 urnas eletrônicas emprestadas pela Justiça Eleitoral para a disputa, sendo 14 em Campo Grande e o restante no interior.

Também irão atuar 564 fiscais durante o pleito em todo o estado. A instituição também revelou que a comissão já recebeu vários pedidos de impugnação e emitiu 14 decisões, entre deferidas e negadas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions