ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Domingo é exclusivo para vacinação de indígenas

Estimativa é de que 2,3 mil indígenas vivem em aldeias urbanas e comunidades da Capital

Por Jhefferson Gamarra | 11/04/2021 08:14
Indígena de Mato Grosso do Sul vacinado contra a covid-19 (Foto: Divulgação/SES-MS)
Indígena de Mato Grosso do Sul vacinado contra a covid-19 (Foto: Divulgação/SES-MS)

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), iniciará neste domingo (11), a imunização de indígenas não aldeados em Campo Grande. A vacinação começará pela Aldeia Urbana Marçal de Souza, localizada na região do bairro Tiradentes, onde a expectativa é imunizar 600 pessoas.

Segundo estimativa do Plano Municipal de Saúde (PMI), é de que 2,3 mil indígenas que vivem em aldeias urbanas e comunidades de Campo Grande sejam imunizados na Capital. O quantitativo foi estipulado com base no público atendido em campanhas anteriores de vacinação, como a da Influenza.

Inicialmente, a população indígena não aldeada, não foi incluída no grupo prioritário pelo Ministério da Saúde, ficando a cargo dos estados e municípios organizarem a vacinação. Campo Grande recebeu nesta semana 3.600 doses de vacina que foram remanejadas pelo Governo do Estado e distribuídas aos municípios para imunização de indígenas que vivem fora das aldeias.

A vacinação na Aldeia Marçal de Souza está prevista para acontecer das 8h às 16h, na Oca central, que tem acesso pela Rua Terena s/n, bairro Tiradentes.

Para agilizar o processo os indígenas não aldeados devem realizar um cadastro prévio para receber a primeira dose da vacina, que pode ser acessado no site da prefeitura de Campo Grande.

Vacinômetro: Ao todo, desde o início da campanha de imunização em Campo Grande, 189.134 mil doses foram aplicadas na Capital, destas 5.065 foram aplicadas ontem (10).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário