ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Em 5 meses de existência, grupo de amigos já arrecadou 2 toneladas de alimentos

O REP Solidário reúne pesosas que trabalham no ramo farmacêutico

Por Lucia Morel | 25/10/2021 17:37
População sendo servida na Vila Popular. (Foto: Divulgação REP Solidário)
População sendo servida na Vila Popular. (Foto: Divulgação REP Solidário)

Há cinco meses atuando para reduzir as desigualdades, grupo de amigos que trabalham no ramo farmacêutico já arrecadaram 2 toneladas de alimentos para dois projetos em Campo Grande. O REP Solidário – cuja sigla é de representantes – une 10 pessoas na organização e no total, 89 que ajudam financeiramente.

Um dos projetos é no Jardim Noroeste, onde cerca de 180 marmitas são entregues com a ajuda do grupo, que arrecada o dinheiro, compra os alimentos e entregam para o responsável pela ação, o Sr. Carlos, que todo primeiro sábado de cada mês faz a entrega.

“Ele já conhece a comunidade lá e é quem faz a comida. Nós vamos lá só pra ajudar na logística”, conta um dos idealizadores do REP Solidário, Aristides Andrade, 47 anos, que comenta ainda que o grupo não tem o conhecimento adequado ainda para decidir sobre quem ajudar e que recebeu orientação de amigos e conhecidos para escolher os projetos.

Parte dos alimentos arrecadados pelo grupo. (Foto: Divulgação REP Solidário)
Parte dos alimentos arrecadados pelo grupo. (Foto: Divulgação REP Solidário)

No do Noroeste, um amigo passou em frente de onde marmitas estavam sendo entregues e parou para conhecer e no segundo, que funciona na Vila Popular, a indicação foi de uma médica que atende o padre responsável pela distribuição de comida para a população pobre do bairro.

São pelo menos 700 marmitas distribuídas também em um sábado por mês pelo padre Jesudhas Jesuadimai Fernando, da Paróquia Maria Medianeira das Graças. “Eu falo que o que nós fazemos é retribuir, porque graças a Deus, nós temos condições de ter o que comer, mas muitos não”, afirma Aristides.

Além desses dois projetos, ações esporádicas foram feitas junto ao Asilo São João Bosco, com doação de fraldas; roupas a venezuelanos e brinquedos para crianças do Jardim Noroeste.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário