A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

10/07/2012 12:38

Em greve, professores e servidores da UFMS protestam na Assembleia

Aline dos Santos e Fabiano Arruda
Com faixas, grupo pediu apoio para educação. (Foto: Giuliano Lopes)Com faixas, grupo pediu apoio para educação. (Foto: Giuliano Lopes)

Em greve desde 20 de junho, professores, técnicos e alunos da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) foram hoje à Assembleia Legislativa para pedir apoio por melhorias na qualidade de ensino. Todas as unidades da instituição estão em greve.

No Brasil, a paralisação atinge 59 universidades, além de 30 institutos federais. “Esta luta não é de técnicos, professores ou alunos, é de toda a sociedade”, afirma o professor André Malina. Dentre as reivindicações, está a destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a Educação, além de melhorias salariais.

Os grevistas levaram faixas para o plenário. Uma delas afirmava que política se faz nas ruas. Presidente da comissão de Educação da Assembleia, o deputado Diogo Tita (PPS) lembrou que as negociações salariais dos funcionários da UFMS existem há sete anos.



quero voltar a estudar chega de greve!!!
 
ivanir silva em 19/07/2012 12:03:00
Gustavo, os alunos estão apoiando a greve pois vivem o dia-a-dia da Universidade. Sabem da falta de investimento maciço em educação básica e superior no país, da desvalorização da carreira docente e dos técnicos administrativos. A educação e a saúde são áreas estratégicas para o desenvolvimento de um país, mas são as áreas onde os servidores tem menores salários e piores condições de trabalho.
 
Ana Micheleti em 10/07/2012 04:39:47
Estudar que é bom, NADA! Aluno em greve? Só vai atrasar a formatura! Do jeito que está é melhor, mas muito melhor mesmo, cursar nas universidades particulares! Estuda nação! BRASIL, AME-O OU DEIXE-O!
 
Gustavo Ribeiro em 10/07/2012 03:49:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions