A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/05/2012 17:49

Em reunião com Corregedoria, advogados e sindicalistas pedem combate à corrupção

Nadyenka Castro

Corregedor nacional do Ministério Público ouviu pedidos de representantes da sociedade para melhor atuação do MPE nesta questão

Jeferson Coelho está em Mato Grosso do Sul para inspeção no MPE. (Foto: Minamar Júnior)Jeferson Coelho está em Mato Grosso do Sul para inspeção no MPE. (Foto: Minamar Júnior)

O combate à corrupção em Mato Grosso do Sul foi o assunto debatido em reunião entre representantes da sociedade e a Corregedoria Nacional do Ministério Público, na tarde desta segunda-feira, no auditório da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) seccional de Mato Grosso do Sul.

Entre os pedidos, conclusão da investigação contra o procurador de Justiça, Miguel Vieira, ex-chefe do MPE (Ministério Público Estadual) e melhor atuação do órgão estadual contra a corrupção.

O advogado Jully Rider, da secretaria da Comissão de Acompanhamento de Denúncias de Corrupção disse, sobre o caso do ex-procurador geral do MPE, que a presença da Corregedoria Nacional “alimenta a esperança de solução”, “Nós, a sociedade civil esperamos uma resposta”.

Carmelino Resende, advogado e Conselheiro Federal da OAB, pediu melhor atuação do MPE no combate à corrupção e que a Corregedoria Nacional do MP tenha atenção especial neste sentido. “É preciso fazer um limpa na corrupção em Mato Grosso do Sul”, resumiu.

Respostas - Jeferson Coelho, corregedor geral do MP, explicou que o processo disciplinar contra Miguel Vieira foi avocado para o Conselho Nacional do Ministério Público porque o trâmite no Estado estava além do razoável. Agora, o processo está com o ministro Adilson Gurgel.

Com parecer de demissão, o procedimento contra Miguel Vieira foi concluído em julho do ano passado. Contudo, não chegou ao próximo passo, que é a votação pelo Colégio de Procuradores. Conforme o corregedor Silvio César Maluf, não houve quorum para a votação, pois a maioria se declarou impedido.

O corregedor geral declarou ainda que tramita também contra o ex-chefe do MPE ação criminal no Superior Tribunal de Justiça, cujo relator é o ministro Gilson Dipp.

Já sobre a atuação do MPE no combate à corrupção, Jéferson Coelho falou. “Já que estamos aqui, vamos verificar quais os fatos, quais os processos e quais encaminhamentos foram dados, quais não foram e quais serão dados”.

Jéferson Coelho disse que várias situações que ainda não conhecia foram levantadas durante a reunião e todas serão analisadas. “Nós não furtaremos de verificar todos esses aspectos”, concluiu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions