A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/01/2012 12:42

Enxurrada abre rachadura em asfalto de rua nova próxima ao shopping

Aline dos Santos e Paula Vitorino

Em vez de dar os reparos finais – com a colocação de gramas e guard rail - a sexta-feira foi para contabilizar estragos

Rachadura foi aberta em rua que ainda não foi inaugurada. (Foto: João Garrigó)Rachadura foi aberta em rua que ainda não foi inaugurada. (Foto: João Garrigó)

Em vez de dar os reparos finais – com a colocação de gramas e guard rail - a sexta-feira foi para contabilizar estragos na obra próxima ao shopping Campo Grande. A inauguração seria amanhã, mas, literalmente, entrou água.

Ontem, a soma de uma chuva de 91 milímetros em 55 minutos, rompimento da quarta barragem no córrego Sóter e o transbordamento do lago do Parque das Nações transformaram a Via Parque num rio. O saldo foi uma rachadura na nova rua, que ainda nem foi utilizada, e erosão às margens do córrego Sóter, que afundaram o asfalto.

“Com a rachadura, fica muito perigoso passar. Vamos ter que refazer todo o asfalto”, afirma o engenheiro da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Francisco Torres Martinez. A rua Mauro Rogério de Barros Vanderlei vai facilitar o acesso a Rubens Gil de Camilo, cortando a avenida Afonso Pena.

Água infiltrou no asfalto e abriu erosão às margens do córrego. (Foto: João Garrigó)Água infiltrou no asfalto e abriu erosão às margens do córrego. (Foto: João Garrigó)

O engenheiro explica que a enchente veio por cima do asfalto, infiltrando no terreno. Toda a obra custou R$ 11 milhões. De acordo com Martinez, a galeria subterrânea não teve a estrutura abalada.

A galeria foi construída justamente para regular a vazão da água em dias de fortes chuvas, com 220 metros de canal de concreto, com 7,5 metros de largura e três metros de altura, além de uma bacia de retenção e muro de arrimo.

Ele avalia que os reparos deverão levar 15 dias úteis, que na linguagem das obras significa quinze dias sem chuva. Para o engenheiro, os estragos foram maiores porque a obra era nova. “O asfalto era recente, a grama foi levada porque não tinha se enraizado”, afirma.

Hoje, as equipes da prefeitura trabalham na remoção dos entulhos. A obra com novo sistema viário, iluminação pública e paisagismo, é em complemento ao projeto de revitalização da avenida Afonso Pena.

A chuva forte alagou ruas e causou uma morte. Um motociclista caiu ontem em um bueiro na rua Vítor Meireles, no bairro Universitário, e foi encontrado morto na manhã de hoje no bairro Colibri, a dois quilômetros do bueiro.



Paul Martins, não sei se você conhece o Norte / Nordeste do país. Se conhecer, deve saber o que é não ter NENHUMA utilidade em pagar IPTU / IPVA ! Obs.: Não sou funcionário da Prefeitura nem filiado a nenhum partido político. Pelo contrário, não gosto de político / política !
 
Guilherme Fonseca em 28/01/2012 01:18:50
Asfalto sem-vergonha esse em senhor Prefeito.
E a Avenida Afonso Pena que acaba de ser recapeado pelo governador. Parece que é de papel. Hoje fiz a minha parte paguei o meu IPTU e o meu IPVA, gostaria muito que este dinheiro fosse muito bem gasto por Vossas Excelência.
Muito obrigado.
 
Paul Martins em 27/01/2012 06:12:36
São só 11 milhões. Isso não é nada pra um pais rico. vergonha, vergonha, só de comentar já dá raiva, além de nos esfolar nos impostos, gastam mal e porcamente.
 
valter oliveira em 27/01/2012 05:09:38
Antes de inaugurar já está assim, imagina depois. Tá na hora desses políticos acordarem pra vida e ver que antes do asfalto é necessário drenagem e local que comporte tanta água. Não adianta obras faraônicas sem qualidade. Será que o futuro aquário vai aguentar essas chuvas?
 
renato silveira em 27/01/2012 02:23:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions