ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Estado vai subsidiar transporte para evitar reajuste

Governador Reinaldo Azambuja anunciou nesta tarde que até dezembro repassará cerca de R$ 1,2 milhão por mês

Por Lucia Morel e Liana Feitosa | 28/06/2022 15:47
Governador Reinaldo Azambuja e prefeita Adriane Lopes esta tarde na governadoria. (Foto: Liana Feitosa)
Governador Reinaldo Azambuja e prefeita Adriane Lopes esta tarde na governadoria. (Foto: Liana Feitosa)

Governo de Mato Grosso do Sul vai subsidiar o valor da passagem dos estudantes da rede estadual de Educação para que não haja aumento da tarifa de ônibus em Campo Grande. Reunião entre o governador Reinaldo Azambuja e a prefeita Adriane Lopes nesta tarde definiu o repasse, desde que o Consórcio Guaicurus o aprove também.

Para Azambuja, é preciso ter não apenas aprovação, mas garantia das empresas de ônibus de que com o repasse estadual, não haverá reajuste na passagem. “Não adianta fazer esse aporte e ter aumento pro usuário regular. Para custear e fazer esse repasse para a prefeitura, tem que ter garantia do consórcio e se concordarem, vamos lavrar o convênio”, sustentou.

Conforme Adriane, esse repasse será feito até dezembro, último mês de mandato de Azambuja, e também data-base da tarifa do transporte coletivo. “Nós já zeramos o ISS, pagamos a passagem dos alunos municipais e dos deficientes e agora – deixando claro que não é uma obrigação do Estado – o Estado vai fazer esse repasse”, sustentou.

Serão necessários cerca de R$ 1,2 milhão por mês para custear o serviço e dar fôlego às empresas do transporte coletivo. Entre todas as gratuidades concedidas, a tarifa dos alunos da rede estadual representa a maior fatia, representando pouco mais de 40% do benefício.

O diretor-presidente da Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul), Carlos Alberto Assis afirma que a equipe técnica da agência será reunida ainda hoje para trabalhar em cima de números, que ainda estão sendo ajustados.

Na reunião, foi citado que na Capital, os estudantes da rede estadual realizam 218 mil viagens no mês, o que corresponde a R$ 959,2 mil pelo mesmo período em repasse.

Segundo informações da SED (Secretaria de Estado de Educação), Mato Grosso do Sul tem 191 mil estudantes matriculados e desses, 43,8 mil estudam na Capital. Entretanto, somente 20% deles usam o transporte coletivo, o que corresponde a 8.760 alunos.

Matéria editada às 16h29 para acréscimo de informação.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também