A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/12/2013 13:46

Ex-usuário de drogas vai a júri popular por matar a esposa com 11 facadas

Bruno Chaves
Homem se entregou a polícia dois dias após assassinar a esposa (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Homem se entregou a polícia dois dias após assassinar a esposa (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Na próxima segunda-feira (16), o ex-usuário de drogas Evandro José Barbosa Fernandes, 35 anos, acusado de matar a esposa com 11 facadas no dia 21 de agosto de 2012 na Chácara dos Poderes, em Campo Grande, vai a júri popular no Fórum da Capital.

O processo será realizado às 8h pela 2ª Vara do Tribunal do Júri, pelo juiz titular Aluízio Pereira dos Santos. O réu foi denunciado no artigo 121 do Código Penal: homicídio qualificado por motivo fútil, emprego de meio cruel e com recurso que dificultou a defesa da vítima.

De acordo com os autos do processo, Evandro matou a professora Zilca Fernandes Marques dos Santos, 46, após um desentendimento conjugal. O crime só foi descoberto no dia seguinte, quando o caseiro e a mãe da vítima chegaram à residência do casal. Evandro se apresentou à Polícia no dia 23 de agosto e disse que cometeu o crime sob o efeito de drogas.

Dessa forma, de acordo com informações do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o acusado teria cometido o crime por motivo fútil, em razão de um insignificante briga conjugal.

O réu também usou de meio cruel, já que golpeou o corpo de Zilca com facadas, o que ocasiona um intenso sofrimento físico desnecessário. Por fim, Evandro teria utilizado recurso que dificultou a defesa da vítima, pois pegou a faca e, repentinamente, golpeou a esposa inclusive nas costas.

Ainda conforme o Tribunal, Aluízio analisou as qualificadoras apontadas pela defesa e pronunciou o réu nos termos na denúncia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions