ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  05    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Família tenta retirar da internet vídeo de espancamento em briga de rua

Por Viviane Oliveira | 27/10/2016 11:58
Nas imagens, Jhonny aparece espancando o rapaz. (Foto: reprodução/Facebook)
Nas imagens, Jhonny aparece espancando o rapaz. (Foto: reprodução/Facebook)

O advogado Ronye Mattos ingressou com ação na 4ª Vara Cível de Campo Grande pedindo a retirada do vídeo, em que seu cliente Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, 19 anos, aparece espancando um rapaz de 18 anos, da rede social Youtube, Google Brasil Internet Ltda, Facebook e de um usuário que postou o conteúdo. As imagens foram divulgadas no dia 4 de outubro e viralizaram na internet.

A briga ocorreu no dia 18 de setembro e o boletim de ocorrência só foi registrado seis dias depois. Jhonny e o colega, Alessandro Ronaldo Mosca Júnior, 21 anos, já foram indiciados por tentativa de homicídio. Eles aparecem nas imagens espancando a vítima, que mesmo caída no chão, é agredida a chutes, socos e pontapés. A briga foi filmada por rapazes que assistiram a ação, o vídeo causou indignação da população.

Na ação, o advogado relata que as imagens foram propagadas de forma precipitada e sensacionalista, o que gerou repulsa da sociedade, vizinhança e de grupos das redes sociais comprometendo a integridade física dos agressores e de seus familiares.

O advogado também pediu segredo de justiça no processo sobre o caso, o que foi negado pela Justiça. A ação sobre a retirada dos vídeos segue em andamento.

Segundo a defesa, o cliente dele continua abalado pelo ocorrido, arrependeu-se e não tem vida social. “Ele está fazendo acompanhamento psicológico e recebeu diversas ameaças”, disse.

Briga - De acordo com o advogado, Jhonny saía de uma confraternização junto com a namorada, quando se deparou com o rapaz com as partes intimas para fora, urinando e pisoteando em cima do seu carro estacionado na rua. Nervoso com a situação, Jhonny espancou o rapaz com a ajuda do amigo.

“Meu cliente estava com a namorada e ficou muito nervoso quando se deparou com o rapaz vandalizando o patrimônio dele”, disse o advogado em uma das entrevistas concedidas ao jornal. A vítima já foi procurada diversas vezes pela reportagem, mas nunca quis falar sobre o assunto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário