A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/02/2014 17:55

Famílias de presos protestam por melhores condições nos presídios

Zana Zaidan e Filipe Prado
Concentração foi na Praça do Rádio, depois mulheres seguem até o Fórum (Foto: Marcos Ermínio)Concentração foi na Praça do Rádio, depois mulheres seguem até o Fórum (Foto: Marcos Ermínio)

Superlotação, baratas e escorpiões, falta de água, higiene e alimentação inadequada. O relato é de cerca de 15 mulheres, esposas e mães de presos do sistema carcerário de Mato Grosso do Sul que, reunidas na Praça do Rádio, protestaram na tarde de hoje (10) contra a situação a que os detentos seriam submetidos.

Todas de branco, para reforçar que se trata de um ato pacífico, e com cartazes, as mulheres afirmam que o que chamam de “despreparo” dos agentes penitenciários esbarra contra elas mesmas, nos dias de visita. “São truculentos até com a gente, quebram e jogam as vasilhas de comida, que passamos o fim de semana preparando”, conta a dona de casa Mariah Lima, 29 anos, cujo marido está preso há 13 anos.

Segundo ela, as condições insalubres fazem com que os presos tenham constantes problemas de saúde, como intoxicações alimentares e infecções. “A gente vê de tudo. Muita barata, formigas e escorpião, inclusive na comida servida, que já chega azeda, estragada”, afirma. Quando doentes, a única saída é rezar e torcer para que um médico dê assistência, acrescenta. “Tem que bater na cela, gritar e pedir ‘pelo amor de Deus’ para que um dos agentes chame um médico”.

O marido de Sandra, 40 anos, foi uma das vítimas da infestação por insetos. Detento do Presídio de Trânsito, ele foi picado por um escorpião na última quarta-feira. “E só foi medicado ontem, quando cheguei para visitar e briguei para que dessem um remédio”, reclama.

Outro motivo de revolta é a falta de espaço nas celas. “Meu marido está em uma cela com 14 presos, onde deveriam estar quatro”, aponta. “Ele está no Ptran há 8 meses e até hoje não teve uma audiência do caso dele”, acrescenta. “Fazem pouco caso com os presos, não tratam com humanidade e agem como se fossem donos deles”, opina.

Marido e irmão presos – A estudante Claudeciane Ledesmo, 22 anos, tem um irmão e o marido presos na Máxima. Para ela, o problema maior dos agentes penitenciários é generalizar o tratamento dos detentos. “A maioria só quer cumprir a pena, sem criar problema para os outros e para si próprio. Mas, se um erra, todos pagam”, opina.

Esposa de outro preso da Máxima, uma manicure de 51 anos, que preferiu não se identificar, reforça as condições precárias do presídio. “Está na pior situação. Tem quase um preso morto por dia, mas eles não morrem por brigas internas, morrem na cela doentes, esperando por um médico”. As reclamações também são pelo tratamento dispensado aos visitantes.

“Não nos deixam mais entrar com comida na Máxima, e na cantina um quilo de carne custa R$ 30. Impossível de comprar, é tudo três vezes mais caro. E a visita é bem humilhante, uma agente chegou a jogar bom ar em todas nós, porque disse que estávamos fedidas. Outra vez, chovia e abriram os portões com mais de meia hora de atraso. Um senhora que estava esperando ficou encharcada e a agente não deixou ela entrar, teve que voltar para casa sem ver o filho”, lamenta.

A polêmica também gira em torno do “bonde”. Segundo a auxiliar de serviços gerais, Renilda dos Santos Leal, 32 anos, a Justiça solicitou a transferência de 40 presos para um presídio do Tocantins.

“Se isso acontecer, nunca mais eu e nossos filhos vamos ver ele. Como arruma dinheiro para ir do outro lado do país, com quem vou deixar as crianças”, teme Renilda, cujo marido foi condenado por tráfico de drogas e está no Ptran.

Vara de Execução – Depois da concentração na Praça do Rádio, as mulheres seguem em passeata rumo ao Fórum, onde esperam ser recebidas pelo juiz da vara de Execução Penal. Simultaneamente à Capital, o protesto também aconteceu em Dourados.

Além de levar as solicitações à Justiça, a idéia é contar com apoio da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil). “Vamos procurar o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, para que eles nos ajudem”, explica a advogada de uma das famílias, Jéssica de Freitas Pedroza, presente no protesto.

Posicionamento da Agepen - Sobre as solicitações das mulheres, o diretor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), coronel Deusdete Souza Oliveira, informa não ter recebido qualquer documento ou reclamação formal relacionados à visitas, ou conduta dos agentes penitenciários, e ressalta que todos eles são qualificados e estão preparados para exercer com probidade suas funções, fazendo a segurança dos detentos e visitantes.

O diretor informa, ainda, que os procedimentos de revista realizados nos presídios são padronizados e seguem normas rígidas, com o único objetivo de garantir a segurança dos presos, familiares, população e dos próprios agentes. Além disso, acrescenta o coronel, toda a alimentação fornecida nos presídios são feitas por empresas terceirizadas pelo governo do Estado que contam, inclusive, com acompanhamento de nutricionistas, sendo os alimentos preparados pelos próprios internos que recebem remuneração e remissão de pena pelo trabalho realizado.

Com relação a saúde, o diretor informa que existe atendimento médico e odontológico básico diário nos presídios, sendo que os atendimentos de média e alta complexidade são encaminhados para a rede do SUS (Sistema Único de Saúde) e obedece os prazos estabelecidos pelo sistema ao qual se submete toda a população.



O que mais esse povo quer? Bandido tem que se ferrar na prisão, eles cometeram crimes e tem que pagar, esse pessoal está pensando o que que Cadeia é área de lazer, por causa dessas leis os bandidos estão mau acostumados!
 
Andreza Paula em 20/02/2014 20:07:21
Sr Antonio silva, os bixinhos não tem culpa de nada! ficar dando porcaria para eles comerem pode dar problema junto ao IBAMA, mas creio que os urubus iriam adorar o cardápio. HA HA HA
 
Alex André de Souza em 11/02/2014 15:34:45
CONTINUAÇÃO........
Por isso não pise, viaje e pesquise.
Conheça de perto esse chão
Só pra ver que o nordeste
Agora é quem veste

É quem veste de orgulho a nação

(Flávio José)
 
Luciano Petiz em 11/02/2014 12:11:20
Essa e pra você Antonio Pedro que acha que o Nordeste tem só seca.
Além da seca ferrenha
Do chão batido e da brenha
O meu nordeste tem brio
Quer conhecer então venha
Que eu vou te mostrar a senha
Do coração do brasil
São nove estados na raiva
Todos com banho de praia
Num céu de anil e calor
São nove estados unidos
Crescentes fortalecidos
Onde o brasil começou
E hoje no calcanhar da ciência
Formam uma grande potência
Irrigando o chão que secou
É verdade que a seca inda deixa sequela
Mas foi aprendendo com ela
Que o nosso nordeste ganhou
Deixou de viver de uma vez de esmola
E foi descobrindo na escola
A grandeza do nosso valor
Eu quero é cantar o nordeste
Que é grande e que cresce
E você não conhece doutor
De um povo guerreiro, festivo e ordeiro.
De um povo tão trabalhador
Por isso não pi
 
Luciano Petiz em 11/02/2014 12:01:21
olha até agora não vi neguem dizer que os criminosos que lá estão, ainda continuam sendo seres humanos, assim como nós, o principio da punibilidade pre-supõem a recuperação do apenado. como é que uma pessoa sendo tratado como lixo, em verdadeiros campos de concentração pode ser recuperado? pense bem! o presso de hoje será o liberto amanhã. e como essa pessoa ira tratar a sociedade que tando o humilhou? olha não acho que presidio deva ser hotel de cinco estrela, mas a pena tem que ser cumprida com dignidade! e não impondo uma vingança. o surgimento de uma determinada facção criminosa surgiu por causa de verdadeiros desmando dentro de presídios brasileiro, tais como tortura, humilhação com detento, e até mesmo com familiares, os servidores são em sua grande maioria totalmente despreparados!
 
CRISTIANE DA SILVA em 11/02/2014 11:51:18
Na hora de estuprar a filha dos outros ou matar um pai que sustenta uma família inteira esses marginais não se preocuparam com o bem estar destas pessoas. Pois bem, ACHO POUCO o que estão passando agora neste hotel sustentado com nossos impostos.
 
Gabriel Portocarrero em 11/02/2014 10:41:04
O paraíso dos inocentes não esta adequado para os anjinhos.
 
Nilson André em 11/02/2014 10:31:24
Família de preso falando em humanidade? Quando eles foram matar um pai de família, eles não tiveram humanidade nenhuma!!! Cadeia é pouco pra esses marginais!!!
 
Sebastião Ramos em 11/02/2014 10:31:01
so me faltava essa , o cara bate nas filhas dos outros , assalta , rouba , mata , estupra , causa danos a sociedade , vicia inocentes com o trafico de drogas e ainda querem melhorias em presidios ? so falta eles pedirem ar condicionador . agora , o governo deveria construir presidio a céu aberto . cercado apenas por bichos no pantanal tipo sucuri , onça pintada , jacare faminto . ai eu queria so ver o q fariam .
 
antonio silva em 11/02/2014 10:24:01
Uma inversão de valores que nem da pra acreditar, vai cuidar do seus filhos para que os mesmo não tenho este fim.
 
Fernando Jussiani em 11/02/2014 10:12:02
O sistema carcerário do Brasil é o pior do mundo, tem que colocar os marginais pra trabalhar, pra sair de lá com uma profissão ou pelo menos com uma visão de que dá pra viver do trabalho, nossos presos entram bandidos e saem piores, isso que não pode, quanto a condição deles lá dentro, tinha que perguntar para as milhares de familias de vitimas que eles deixaram por aí, é facil a familia do bandido pedir direitos, mandem eles conversarem com a familia de quem eles mataram ou sequestraram, agora acho que o principal é colocar essa turma pra trabalhar, tá voltando a linha ferroviária do país, tem muito trilho pra colocar.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 11/02/2014 10:09:54
Tá virando colonia de Ferias as cadeias,vai la Direitos Humanos, dá mais asas para as cobras, e aproveita passa no PME e ajuda tambem lá, pois la tambem e presidio.
 
Pedro Paulo de Souza em 11/02/2014 10:02:14
pra min presídios tem que ser construídos no nordeste em terras áridas que não produzem nada e de preferencias subterrâneas, longe de qualquer cidades.
 
antonio pedro em 11/02/2014 09:56:59
Roubam a nossa casa, matam nossos familiares e amigos e... "Aí tadinho deles, cadê os
Direitos Humanos?" As pessoas de má índole somos nós, trabalhadores!!
 
Danielle Oliveira em 11/02/2014 09:56:07
Eu acho é pouco!!!
 
Antônio Carlos S. em 11/02/2014 09:51:58
bota esses cara para trabalhar tem que sofrer mesmo quem sabe quando sair de la nao vai fazer a mesma coisa por quetro sao todos inocente
 
carlos silva em 11/02/2014 09:46:10
Esses cartazes estão muito bem confeccionados, quem será que os patrocinou, seria alguma facção?
 
Tonhão Cavalcante em 11/02/2014 09:34:57
Essas mulheres deveriam tomar vergonha na cara e pararem com essas manifestações rídiculas, se estão preso é porque tentaram contra a vida das pessoas, contra o patrimônio, contra nós trabalhadores que estamos cansados de tanta violência, vão dar valor a alguém que está em liberdade por ser trabalhador, e parem de achar que somos idiotas, pensasse antes de fazer o crime que poderia dar errado, por tanto estão pagando pelo que fez, pense nas famílias que tiveram inocentes mortos, filhos que usam drogas, temos que ter misericórdia de pessoas trabalhadoras que chegam tarde em casa e o filho está doente e tem que enfrentar filas de posto de saúde, e não desses marginais que estão somente esperando a liberdade para cometer outros crimes!
 
Luana Silva em 11/02/2014 09:23:42
Entendo que precisamos de um atendimento mais humano, porém tenho dúvida com relação a atitude dessas pessoas que ali estão, será que fizeram coisas boas para merecerem estar ali? Falsos moralistas sempre falam em direitos humanos, porem se esquecem que os que estão ali, de certa forma destruíram a vida de outros, me preocupo com a repercussão da repórter do SBT, por dois motivos: um pelo direito a liberdade de imprensa e outra para o falso moralismo imposta por pessoas que nunca tiveram na mira de um bandido, ou que tiveram um parente assassinado ou um pertence que com muito suor foi levado. O ódio que alimenta a sede de justiceiros é a justiça falha, onde os bandidos fazem o que querem e quando são presos ganham mais do que muitos trabalhadores, pessoas do bem. Reflitam um pouco, no meio de tantas outras prioridades o que é mais importante?
 
João Batista em 11/02/2014 08:46:45
Se eles fossem honestos, trabalhadores e pessoas de bem não estariam passando por tudo isso. Que fique a lição para não voltarem para lá depois de cumprir a pena.
 
José Marchiori em 11/02/2014 08:44:31
Coincidência estranha. Em Dourados, no PHAC também está tendo um protesto parecido. Quero crer que um tal PCC não esteja organizando isso.
 
Paulo Rogerio em 11/02/2014 08:40:58
Afinal... "Tadinho" deles! Nem fizeram nada pra estar lá....
 
Isaac Pancini em 11/02/2014 08:31:18
Ninguém pensa na hora de cometer o crime. muitos viviam em condições ainda piores em casa. estupram, roubam nossas casas ameaçam nossas famílias intimidam nossos entes e depois querem ambiente limpo e tratamento VIP??? Alguém já viu os alojamentos que os militares e policiais ficam??? muitos são de pééééssimas condições e ninguém vai lá melhorar, apesar das reivindicações. A realidade é que tanto fora quanto dentro dos presídios, quem tem influência tem melhores condições... Num tenho nem um pouco de pena... pena é dos familiares que tiveram seus entes tirados pelos marginais que estão lá. Piada é ainda não gostarem de ser revistados.. Nos EUA a condição é melhor, mas lá matou tá morto e a justiça é feita LEI DE TALIÃO... fez sofrer agora sofre
 
jonas filho em 11/02/2014 08:29:32
Fico pensando e quem cuida da família daqueles que esses presos vitimaram, que ficaram sem pai, marido, irmão, mãe, arrimo da casa e sofrem libertos e inocentes condições piores do que a dos "detentos", sem assistência médica, odontológica, sem água, luz e muitas vezes sem ter até o que comer? E os detentos com nutricionista e alimentação balanceada e suas famílias ainda reclamam. Se tivessem de produzir pra comer, penas mais severas, e isolamento de visitas, com certeza pensariam duas vezes antes de fazerem qualquer delito. Ao contrário, são pesos financeiros para a sociedade vítima, que ainda tem que pagar comida, colchão (que na primeira rebelião é a primeira coisa que eles mesmos queimam), salário para a família deles aqui fora e ainda não está bom! Deus tenha piedade desse país!!
 
Vânia Ramos em 11/02/2014 08:27:30
E o dinheiro do bolsa presídio. Serve prá que?
Tivessem pensado antes de cometer o delito, agora querem do bom e do melhor.
Parem de queimar os colchões. Não aguenta ficar pagando colchão para essa turma.
Nem no IR posso lançar eles como dependentes.
Deputados vamos elaborar um projeto "Seja padrinho de um presidiário".
Antes de ficar com pena deles, a entrevistas deveriam começar assim.. o seu marido / filho está preso porque? E a família que foi vitima dele está recebendo ajuda do governo? Tenha paciência.
 
Orlando Santos em 11/02/2014 08:07:02
Se forma alguma sou a favor de maus tratos ou qualquer tipo de agressão contra os direitos individuais de qualquer cidadão.
Mas... Convenhamos... Os "internos" pediram para ir para lá... Agrediram o direito de outras pessoas... E, infelizmente, tem o tratamento muito melhor que muuiiitos pais de famílias, trabalhadores, cumpridores dos seus deveres.
Que o sistema penitenciário é falido, todos sabem. E a reforma deveria começar dando trabalho para os "internos" para que ao menos ele pagassem pelo que consomem. Não se trata de serviço escravo e sim de pagar a conta.
 
Jair Bastos em 11/02/2014 08:01:50
As reivindicações são justas. Os presos perdem a liberdade, mas não perdem a dignidade. Mas quem está financiando este protesto?.... Este movimento é realmente uma iniciativa das esposas e mães dos presos?... As imagens demonstram o contrário.
 
CARLOS FERNADO em 11/02/2014 07:58:25
Olhem o que a irmã e esposa de um detento disse. ¨Se um erra, todos pagam¨. Seu irmão e seu marido estão lá e não fizeram NADA?????? Me poupe, não deviam nem receber visita.
 
elio santos em 11/02/2014 07:37:41
É isso aí, vão procurar os Direitos Humanos para os pobrezinhos, pois eles estão em situação precária, coitados, afinal, mataram nossos filhos, nossos maridos, roubaram nossa casa, nossos carros, nossos bens, e outras coisas mais, por isso, não podem passar pelo que estão passando, são bonzinhos.....Palhaçada........ isso é pouco, diante do que fizeram.....
 
Ana Cristina em 11/02/2014 07:27:23
Só um aviso aí para as mães e esposas dos "internos", eufemismo para marginal da pior espécie :
PRESÍDIO NÃO É HOTEL E NEM COLÉGIO INTERNO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
André Goulart em 10/02/2014 22:38:30
baratas e escorpiões, falta de água, higiene e alimentação inadequada. tem tanta gente de bem e crianças com estes mesmo problemas porque melhorias para os presos??? e as famílias que eles causarão danos como fica??? alguém esta pedindo melhorias pra eles??? direitos humanos somente quando presidiário precisa, e as famílias cade os direitos humanos,
Opinião minha --> Direitos Humanos = Sindicato dos Bandidos
 
Ailton Branco em 10/02/2014 22:02:31
só faltou pedir aumento do bolsa presidiário ,já pensou se toda vitima de Estupro ,de Homicidio, de Roubo isso mesmo aquele que entra na sua casa espanca seus filhos sua esposa e leva seus objetos que comprou em varias parcelas resolvem ir nas cadeias levar uma comidinha bem preparada para seus agressores..
 
marcio da silva em 10/02/2014 21:10:46
Se quisessem um SPA, não tivessem feito coisa errada! Agora querem mordomia lá dentro? Porque os caras dos Direitos Humanos não levam esses presos pra dormir na casa deles?! É pra acabaaaaar! Tsc tsc tsc.
 
Ricardo Boretti em 10/02/2014 21:07:44
Eles aprontam na sociedade, matam, estupram, roubam e torturam pessoas de bem e agora reivindicam melhor tratamento nas penitenciárias... se queriam hotel 5 estrelas que fossem trabalhar e conquistar a vida de forma honesta pois muitos trabalhadores não tem as regalias que esses bandidos tem!
Fala serio deviam ter vergonha de fazer esse tipo de manifestação... bandido tinha mesmo é que carpir lote de sol a sol para ver quanto custa o suor de uma pessoa honesta que não tenta ganhar a vida na bandidagem... porque não coloca esses meliantes para consertar rodovias ou fazer obras publicas e melhorias para sociedade??
O mundo esta perdido mesmo manifestação em prol de um tratamento melhor aos anjinhos.. faz-me rir!!!
 
Ana Santos em 10/02/2014 21:07:25
Coitadinhos matam, roubam, cometem absurdos e ainda querem tratamento cinco estrelas, deveriam agradecer por ter cama e comida gratuita! Quantas pessoas estão em situações piores que as deles sem teto, sem comida e ainda são cidadãs de bem! E fosse tão ruim fariam de tudo para não voltarem para a cadeia, porém, quando soltos cometem tudo de novo só para voltarem para a cadeia!
 
Rosangela Oliveira em 10/02/2014 21:03:00
Protesto para melhorar situação de criminosos? Só vai para a cadeia quem cometeu algum crime, e olhe lá, num país com Leis frouxas e Judiciário inoperante como o nosso. Melhor seria protestar para melhorar as condições dos trabalhadores, que são torturados e humilhados em filas de INSS, SUS, nos Bancos, nos pontos de ônibus, dentro dos ônibus, etc.
 
Adriano Roberto dos Santos em 10/02/2014 21:01:44
Quer condições melhores???? Só pode ser brincadeira.....nós que pagamos por impostos e não roubamos nem matamos muito menos estupramos é que queremos
 
elio santos em 10/02/2014 20:58:49
Protesto? fala sério! Quem tem que pedir protesto aqui meus senhores,é a classe de policiais,que de um modo geral ganham salários ruins,e ainda não tem o minimo respeito do governo,como é o caso da Polícia Federal,e das polícias civis! engraçado...leis pra quê? sendo que elas apenas beneficiam bandidos,e os políticos.
 
Jean Benjamim em 10/02/2014 20:40:42
Se essas pessoas estão revoltadas, imaginem os parentes à quem esses internos fizeram mal...se estão presos é porque não merecem conviver em sociedade.
 
Luciano Silgueiros em 10/02/2014 20:12:33
Que absurdo esse protesto. Violentam e humilham pessoas de bem e querem ser tratados com dignidade. Esses marginais não sabem nem o que significa a palavra trabalho.
 
Pedro Marcos em 10/02/2014 20:06:03
Está fácil! Melhores condições para aqueles que violam a lei e os direitos dos cidadãos de bem! As famílias destes criminosos deveriam é arcar com os custos de manutenção dos seus queridos bandidos! Ajudar a quem merece e não a quem escolheu o lado errado da vida! Essas famílias deveriam ter um mínimo de vergonha, decência, dignidade, caráter, moral, bom senso e consciência em pedir algo a população para um criminoso! Isso mostra para onde vai parar o "brasil" !
 
Alexandre de Souza em 10/02/2014 19:02:24
manda a familia desses presos trabalharem em vez de ficar protestando, protestando porque ? tem de tudo no presidio os presos tem ate pensão alimenticia que poucos trabalhadores nesse pais tem
 
eraldo afonso bento em 10/02/2014 18:58:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions