ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Aeroporto e rodoviária terão teste e vacina para covid

Secretário de Saúde José Mauro Filho disse que ações terão caráter de orientação

Por Silvia Frias e Cleber Gellio | 06/12/2021 10:16
Secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho, durante evento na UCDB. (Foto: Henrique Kawaminami)
Secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho, durante evento na UCDB. (Foto: Henrique Kawaminami)

As fiscalizações no Aeroporto Internacional de Campo Grande e na rodoviária terão caráter de orientação, segundo o secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho. Sem detalhar, disse que a prefeitura está estendendo o prazo de contratação dos técnicos de enfermagem para este trabalho.

O secretário falou sobre as ações durante evento da UCDB de comemoração das 100 mil doses aplicadas contra covid-19 no drive-thru.

“Nós vamos fazer busca ativa de pessoas sintomáticas, oferecer teste e até vacinas, para que pessoas tenham oportunidade de completar o calendário vacinal”, disse o secretário.

A fiscalização no aeroporto e na rodoviária foi anunciada na semana passada pelo prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), que já não tinha dado muito pista de como funcionaria. Hoje, o secretário acrescentou ao assunto a extensão do contrato dos técnicos e a busca ativa por não vacinados.

No evento, também falou que os eventos privados devem contar com plano de biossegurança e que os organizadores precisão ter “bom senso” de fazer verificação vacinal por meio de testes e dos comprovantes vacinais.

Ômicron – José Mauro falou sobre reunião na semana passada no Ministério da Saúde, em Brasília, em que tratou da nova variante do coronavírus, a Ômicron, preocupante por conta da taxa de transmissibilidade.

Apesar do alerta, disse que as informações o tranquilizaram, já que a entrada da variante está sendo monitorada e ainda há apenas seis casos suspeitos. “Mas temos que terminar o calendário vacinal”. Até agora, 35 mil pessoas com idade a partir de 12 anos não tomaram nem a 1ª dose do imunizante.

Por isso, aguarda a chegada da nova remessa de Janssen, que entra também na dose de reforço. Em Campo Grande, cerca de 45 mil pessoas se vacinaram com este imunizante e a secretaria irá usar a Janssen, diferentemente de outros estados, que já entraram com outras doses para 2ª dose.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário