ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Fora de controle: em junho, Capital tinha 8 mortes, mas só em julho foram 121

Campo Grande já tem mais de 10 mil contaminados, segundo a Sesau, contra pouco mais de 2 mil no fim do mês passado

Por Ângela Kempfer | 31/07/2020 11:25
Vítima é sepultada em Campo Grande, após dias em UTI por conta da covid-19. (Foto: Henrique Kawaminami)
Vítima é sepultada em Campo Grande, após dias em UTI por conta da covid-19. (Foto: Henrique Kawaminami)

Depois de meses com a doença, aparentemente, sob controle, a Capital quase alcançou 10 mil contaminados hoje, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde. A cidade fechou o mês com 9.875 infectados, contra 2.168 em 30 de junho, conforme relatório da SES.

Mas ontem, a Sesau (secretaria Municipal de Saúde) já divulgou boletim informando 10.136 contaminados.

Dia a dia, a Capital reforça a posição de recordista no Estado em óbitos. Até junho, a letalidade não ultrapassava 0,9% dos contaminados. Agora a taxa é de 1,3%.

O que deixa bem claro o avanço da covid-19 em Campo Grande é a quantidade de sepultamentos diários. Depois de 8 óbitos registrados durante 3 meses de pandemia, só nesta sexta-feira foram 10 mortes.

Em julho inteiro 129 pessoas morreram, o que representa um ritmo 15 vezes mais rápido da evolução para a morte.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Outra mudança drástica no quadro, em relação aos últimos meses, é a taxa de ocupação de UTIs na cidade, que segue acima de 90%, apesar de ativação de novos leitos em 3 hospitais da cidade nas últimas duas semanas.

No final da tarde de ontem, pelo menos 4 atingiram ocupação de 100% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva.

Já operam na capacidade máxima os Hospitais Universitário, El Kadri, a Santa Casa e Adventista do Pênfigo. O Hospital Regional, que havia atingido 100% nesta quinta-feira, termina com índice em ligeira queda, para 97% na quinta-feira.