A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

04/07/2016 08:28

Fora do País, fornecedor de uniformes não falará com MPE nesta segunda

Fernanda Mathias
MPE investiga processo de compra e também quer que prefeitura ateste qualidade de uniformes (Foto:Divulgação)MPE investiga processo de compra e também quer que prefeitura ateste qualidade de uniformes (Foto:Divulgação)

O administrador da Nilcatex, EldoUmbelino, convocado para prestar nesta segunda-feira (04) depoimento ao MPE (Ministério Público Estadual) sobre supostas irregularidades na aquisição de uniformes escolares, informou que está fora do País e não poderá comparecer.

Segundo o MPE, uma nova data será agendada. A empresa com matriz em Blumenau e filial em Campo Grande é investigada em Mato Grosso do Sul e outros quatro estados por suposto envolvimento em esquema de fraude e superfaturamento, num cartel denominado como máfia dos uniformes. Há vários anos a Nilcatex vence licitações da prefeitura da Capital no que condiz a aquisição de uniformes.

Além do inquérito, o MPE emitiu várias recomendações à Prefeitura de Campo Grande, para que instaure procedimento interno de investigação sobre aquisição dos uniformes para alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino); providencie análise técnica da qualidade das peças, tomando como base os parâmetros do Inmetro e se abstenha de aderir a pregões de preços de outros municípios.

O promotor de Defesa do Patrimônio Público, Fernando Martins Zaupa, estabeleceu prazo de 10 dias para que o prefeito, Alcides Bernal (PP), informe por escrito se irá ou não seguir as recomendações.
Além da denúncia sobre falta de qualidade das bermudas, fabricadas no Paraguai e fornecidas pela empresa Odilara Frassão, de Sapiranga (RS), a fornecedora das camisetas, Nilcatex, também está sob suspeita e vem sendo investigada pela 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social desde o ano passado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions