ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Frentista é condenado a quatro anos de prisão por assassinar vigia

Em júri realizado nesta terça-feira, o autor confessou ter assassinado a vítima após horas de bebedeira

Lucia Morel e Gabriele Tavares | 06/09/2022 18:55
Local onde o crime ocorreu, no ano passado, no Jadim Centro Oeste. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Local onde o crime ocorreu, no ano passado, no Jadim Centro Oeste. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Foi condenado a quatro anos de prisão o frentista José Eduardo Dias Viana, que matou o vigia Rafael Weyklen da Silva, com uma facada no pescoço em fevereiro do ano passado. Em júri realizado nesta terça-feira, o autor confessou ter assassinado a vítima após horas de bebedeira, uso de drogas seguidas de discussões e agressão física.

Na decisão, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e a autoria do homicídio doloso, mas decidiram pelo reconhecimento da causa de diminuição de semi-imputabilidade (devido transtorno mental decorrente de uso de drogas) e pelo afastamento da qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima, o que reduziu a pena, que poderia chegar a seis anos.

Na sentença do juiz presidente do 1º Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete de Almeida, determinou que o regime inicial de cumprimento de pena será o aberto. Entretanto, foi mantida medida cautelar de internação provisória, que já está sendo aplicada ao sentenciado, “até nova revisão pelo juízo da execução da pena”, conforme Garcete.

O crime- O autor foi preso horas após o incidente em uma residência na mesma região da casa da vítima, no Jardim Centro-Oeste, no dia 11 de fevereiro de 2021. Rafael Weyklen da Silva, de 25 anos, foi assassinado com um golpe de faca no pescoço após horas bebendo e usando cocaína com o colega, que havia conhecido em tabacaria dias antes do fato.

Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas Rafael, que portava crachá indicando que ele trabalhava como vigia, não resistiu ao ferimento e morreu no local.

Nos siga no Google Notícias