A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/11/2012 20:30

Funcionários da Engelmig paralisam trabalhos por tempo indeterminado

Nyelder Rodrigues e Helton Verão
Trabalhadores pedem que salários fiquem próximos aos rendimentos dos funcionários da Enersul, que fazem o mesmo trabalho (Foto: Rodrigo Pazinato)Trabalhadores pedem que salários fiquem próximos aos rendimentos dos funcionários da Enersul, que fazem o mesmo trabalho (Foto: Rodrigo Pazinato)

Os funcionários da Engelmig, empresa que presta serviços para a Enersul, paralisaram as atividades nesta segunda-feira (26), por tempo indeterminado.

Responsáveis pelos serviços de corte de energia, ligação, religação, emergências, manutenção de linha viva, leitura de consumo, entre outros, os cerca de 200 trabalhadores reivindicam salários semelhantes aos pagos aos funcionários próprios da Enersul.

Conforme o Sinergia-MS (Sindicato dos Trabalhadores da Indústria e Comércio de Energia de Mato Grosso do Sul), os trabalhadores da Engelmig recebem R$ 650, mais tíquete alimentação que não chega a R$ 200, enquanto os funcionários da Enersul ganham R$ 1.079, mais benefícios extras de aproximadamente R$ 700.

O representante da Sinergia-MS, Silas Antônio, de 45 anos, explica que o pedido de aumento para deixar a diferença de salários menor, é feita desde 2006. “Pedimos por muito tempo, mas chega a hora que o trabalhador cansa”, comenta.

“Estamos atendendo no limite da lei. Enquanto não tiver algo bom, os trabalhadores não voltam”, conta Silas, se referendo a quantidade mínima de trabalhadores que devem continuar trabalhando. Apenas um caminhão da Engelmig fez atendimentos hoje.

No final da tarde, os trabalhadores receberam uma proposta da empresa, mas rejeitaram os valores. De acordo com Silas, o aumento era de 10% no salário, e 5% no tíquete alimentação. Antes, foi proposto aumento de 6,5%, valor que dava cerca de R$ 40 apenas.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


É isto ai pessoal, não voltem ao trabalho, pois a Rede Energia/Enersul cada dia fica mais bilhonários e vôceis que trabalhão dia a dia correndo risco de vida a todo momento, estão ai ganhando esta miséria de salario, nós consumidores a cada dia sobe os valores de nossas contas de energia, alem disso somos lesionados, pois não temos como saber que maneira é cobrado nossas contas de energia. GREVE não retorne ao trabalho enquanto não chegarem aos valores que vôces merecem.
 
Lenine Ferreira em 26/11/2012 23:19:06
Pois é estão negociando mas ja estão selecionando novos funcionarios, conforme classificados do correio do estado. Infelizmente pagam uma merreca para os trabalhadores e estes não podem nem pleitear um salario melhor.
 
Willian de Souza Santos em 26/11/2012 21:58:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions