ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Gaeco faz buscas em endereços ligados a "Miro Louco", chefe do Comando Vermelho

Foram apreendidos veículos, dinheiro e joias durante buscas em 19 locais em MT, MS, Pará e Paraná

Por Ana Beatriz Rodrigues | 20/02/2024 12:28
Políciais do Gaeco no início da operação de hoje (20) (Foto: Divulgação)
Políciais do Gaeco no início da operação de hoje (20) (Foto: Divulgação)

No início da manhã desta terça-feira (20), o Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) do estado de Mato Grosso deflagrou a operação Último Voo. Em cidades do estado vizinho e em Campo Grande (MS), no Pará e no Paraná foram cumpridos mandados de busca e apreensão, além de sequestro de bens de familiares e de pessoas ligadas a Miro Arcângelo Gonçalves de Jesus, conhecido como “Miro Louco”, considerado vice-líder do Comando Vermelho em MT.

Foram realizadas buscas em 19 endereços onde foram apreendidos aparelhos e chips de celulares, notebook, cinco veículos, dinheiro em espécie, joias, uma barra de ouro, uma máquina de contar cédulas e documentos contábeis. Ao todo, são 15 alvos.

O Campo Grande News apurou ainda que na Capital foram cumpridas mais de uma ordem judicial.

As ações tiveram a colaboração dos seguintes órgãos e instituições públicas: Gaecos de MS, PR e PA; Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco/MPMT); Ministério Público Federal de Catanduvas–PR e Senappen (Sistema Penitenciário Federal).

Quem é "Miro louco" - De acordo com o site Diário de Cáceres Miro foi condenado por vários crimes e um dos idealizadores do CV-MT (Comando Vermelho - Mato Grosso).

"Miro louco" é membro do “Conselho Final” e um dos responsáveis pelo financeiro da facção, afirmou a Polícia.

Possui altíssima liderança e exige o cumprimento rigoroso do estatuto. Comanda de dentro da unidade prisional diversas “bocas de fumos” na Grande Cuiabá. Situação: transferido.

Dinheiro e a barra de ouro apreendido durante a operação (Foto: MPMT)
Dinheiro e a barra de ouro apreendido durante a operação (Foto: MPMT)


Nos siga no Google Notícias