A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/04/2013 17:40

Garoto de 14 anos ajudou irmão a matar estudante de seis anos

Nadyenka Castro
Adolescente foi apreendido quando fugia para o interior de São Paulo. Adolescente foi apreendido quando fugia para o interior de São Paulo.

O assassinato do pequeno Kauã, de seis anos, no último dia 4, em Campo Grande, tem mais um triste capítulo. Um garoto de 14 anos também está envolvido na morte do menino, que aconteceu na casa onde ele morava com a mãe e a irmã, de 10 anos, no Jardim Itamaracá.

De acordo com o delegado Maércio Barbosa, da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e à Juventude), o garoto é irmão do adolescente de 17 anos, apreendido dois dias após o crime. “Eles agiram juntos”, fala.

Após a apreensão do adolescente, pela Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), o caso foi para a Deaij. Lá, o rapaz foi novamente ouvido e após ser confrontado com informações passadas por testemunhas, confessou que Kauã havia sido morto por ele e pelo irmão.

Os policiais então foram à procura do garoto, no entanto este já havia ido para o interior de São Paulo. Toda a família já havia comprado passagens para Campinas, antes do assassinato acontecer.

O adolescente foi apreendido em Bataguassu, quando seguia viagem para Campinas. Ele e o irmão venderam o DVD roubado por R$ 20.

Os irmãos entraram na residência porque já eram conhecidos do menino, que até ofereceu maçã a eles. O garoto ficava sozinho em casa enquanto a mãe trabalhava e a irmã estava na escola.

À imprensa, antes da participação do irmão ser revelada, o adolescente declarou que foi a casa de Kauã “roubar”, porque já havia feito isso há cerca de um mês, quando levou R$ 50,00 que estavam escondidos em um pote da cozinha.

Ele também falou que quando chegou, viu o menino na porta, comendo pão e maçã e foi recebido com carinho. Ele ainda advertiu o menino que a mãe poderia chegar e achar ruim, mas Kauã respondeu que ela só voltaria “depois do filminho que passa na televisão à tarde”.

Mais seguro, o rapaz entrou e passou a revirar tudo dentro da casa, em busca de algo de valor. Kauã percebeu e começou a gritar. Esperto, o menino ainda tentou envenenar o agressor com inseticida, mas fraco diante do rapaz forte, de 1,75 metro, perdeu a disputa.

Quando voltou para a casa da mãe, onde morava com a namorada, o adolescente contou tudo para as duas, mas afirma que só ficou sabendo da morte pela televisão. “Fiquei desesperado e fui contar para minha mãe e meu irmão. Daí pedi para a minha namorada continuar acompanhando pela televisão”.

A mãe teve então a ideia de antecipar a viagem do adolescente, que já planejava se mudar para Campinas e pediu a ele que embarcasse ainda na sexta-feira, um dia após o assassinato.

A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente já monitorava a família e solicitou à delegacia de Bataguassu que fizesse a prisão.



Meu deus a cada dia que passa fico horrorizada com os crimes que anda acontecendo com criancas...crianca matando crianca...
 
SUANNA FEITOSA em 17/04/2013 10:57:39
E os Direitos Humanos ainda acha que adolescentes tem condição de regeneração. E pais que incentivam o crime? Pra esses só cadeia!
 
Jéssica Santos em 17/04/2013 10:46:51
Gente o q esta acontecendo, uma mãe acobertar um crime, filhos marginais, ela tem q pagar perante a justiça por esse crime ja q os mesmos são de menor, e nada vai acontecer, a tendência e piorar ainda mais tendo a mãe como CUMPLICE, o futuro desses dois ja podemos imaginar como sera!!!!!!!!
 
CRIS. ALVES em 17/04/2013 09:42:52
Concordo com vc rose brito infelismente ´pais sao culpados sim,, triste fato, uma vida de um inocente foi tirada com crueldade, pois tamanho do moleque contra crianca ser indefeso, triste fato
 
Rosilene leonel em 17/04/2013 08:36:25
E pensar q ainda existem deputados,senadores contra a lei que irá punir estes "adolescentes" cm adultos..
E essa mãe gente...isso ñ é uma mãe..pq se fosse se colocaria no lugar da que perdeu o filho tão pequeno..sem chance nenhuma de conhecer nem metade do que é a vida...
Pois assim cm o "adolescente" matou o pequenino Kauã ,acho que os "adolescentes" em questão mereciam a msma punição..
Morte a quem Mata...
Pelo menos assim diminuiria e mto a população de assassinos no mundo.
 
Rose Barbosa em 17/04/2013 08:16:03
Muito bonito uma mãe ajudando deu filho assassino a fugir, queria ver se fosse filho dela que tivese morrido, hoje os pais não tem mais o pulso forte de antes e apoiam as barbaries e crimes que seus filhos cometem, o certo seria menores irem presos "apreendidos " como dizem, mas deveriam trabalhar pra aprender algo que preste e os pais deveriam ser responsabilizados uma vez que tentaram acobertar crime barbaro que os marginais dos filhos cometeram.
 
Cleide Correa em 17/04/2013 08:05:44
Não existe menor de 18, existe maior de 12. Esses vermes devem pagar pelo que fizeram junto com seus malditos familiares que acobertaram, estou enojado, passando mal com essa noticia, é de tirar o sono. Peço a DEUS para não trombar com esses dois.
Que sofram tudo que puderem nessa e na outra vida, não existe perdão para isso.
 
Julio Martini em 16/04/2013 21:52:11
A mãe desses adolescentes tem que pagar na justiça por esse crime,pois a mesma foi mais que conivente com o crime,como pode uma mãe saber que seus filhos matarão uma criança tão pequena e não fazer nada?todos tem que pagar por isso,espero que a justiça seja feita. Infelizmente esse crápula vai ser pai,que Deus tenha misericórdia de sua criança,que pelo menos ela venha nascer pra ser diferente de seus pais assassinos.
 
rose brito em 16/04/2013 20:46:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions