ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 26º

Direto das ruas

Grávida, professora encontra escorpiões na hora do banho em Campo Grande

Por Elverson Cardozo | 07/02/2012 00:50
Escorpião foi encontrado dentro do banheiro. (Foto: Rafael Domingos)
Escorpião foi encontrado dentro do banheiro. (Foto: Rafael Domingos)

Grávida de um mês, Elaine Cristina, de 34 anos, levou um susto na hora em que se preparava para tomar banho na noite desta segunda-feira (6). A professora, que mora no bairro Tijuca, encontrou dois escorpiões amarelos dentro do banheiro.

Os aracnídeos estavam debaixo do chinelo de Elaine. “Tomo cuidados minuciosos com a limpeza da casa”, disse, acrescentando mantém a grama da casa cortada, joga água sanitária nos ralos e até coloca panos embaixo das portas.

“Meu maior medo é de ser picada, ainda mais agora que estou gestante”, finalizou.

O registro foi feito pelo marido de Elaine, o jornalista e leitor do Campo Grande News Rafael Domingos.

Em 2011, o Civitox (Centro Integrado de Vigilância Toxicológica), registrou 251 casos de picadas de escorpião.

Outros casos – Em outubro do ano passado, uma menina de 3 anos morreu após ser picada por um escorpião no bairro São Francisco, em Campo Grande. O aracnídeo estava escondido dentro do sapato da garota.

Maria Eduarda morreu 18 horas depois de ter sido picada, em decorrência de um edema pulmonar, hemorragia e parada cardíaca.

Na semana passada, Joyce Kelly, que também é leitora do Campo Grande News, flagrou a mesma situação. A enfermeira encontrou um escorpião dentro da casa do namorado, na rua 14 de julho, próximo a feira Central e do local onde Maria Eduarda morava.

Treinamento - Em novembro de 2011, médicos do Civitox e técnicos do CCZ (Centro de Controle de Zoonozes) ministraram um curso de padronização de atendimento às vítimas de picadas de animais peçonhentos na Capital.

Profissionais que atuam nos postos de saúde, bombeiros e funcionários do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), participaram do treinamento, que envolveu a Secretaria Municipal e Estadual de Saúde, após casos de mortes provocadas por escorpiões e cobras.