A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/05/2016 09:41

Grupo convoca no Facebook protesto por falta de vacinas contra a gripe

Aline dos Santos
Protesto em frente à prefeitura é convocado nas redes sociais. Protesto em frente à prefeitura é convocado nas redes sociais.

Um protesto contra a falta de vacinas contra a gripe é convocado por meio do Facebook para a próxima segunda-feira (dia 30), às 16h, em Campo Grande. Intitulada “Vacina Pra Todos Já”, a ação será realizada em frente à prefeitura da Capital, na avenida Afonso Pena. A página da mobilização informava, às 9h30 deste sábado (dia 28), que são 3,4 mil convidados e que 175 comparecerão.

“Queremos apenas nosso direito, muitas pessoas ficaram sem vacina da H1N1, tem pessoas morrendo por causa dessa gripe e ele [prefeito] não está cumprindo suas obrigações com a população. Convocamos a população pra que venha com a gente pra prefeitura, que vamos protestar até o nosso prefeito conversar, escutar a gente e fazer com que nosso direito seja garantido”, diz o texto de convocação para o protesto.

Nesta semana, o Campo Grande News divulgou que a prefeitura de Campo Grande não sabia o paradeiro de 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1. Contudo, conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, a “procura” é por 3.160 doses.

Segundo a assessoria, a Capital recebeu 188 mil doses do Ministério da Saúde e imunizou 174.834 pessoas de grupos prioritários. Da diferença de 13.166, 10 mil são para a segunda dose destinada às crianças menores de 2 anos.

No dia 20 de maio, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) recebeu outras oito mil doses, que serão destinadas a outros grupos, como população carcerária, população indígena e servidores do sistema penitenciário.

Ainda conforme a secretaria, a explicação é de que alguns frascos tenham vindo com oito doses ao invés de dez. A possibilidade de dose a menor foi descartada pelo laboratório responsável. Ainda conforme a reportagem, pessoas de fora do grupo prioritário foram vacinadas. O MPE (Ministério Público do Estado) abriu inquérito civil para apurar a quantidade de vacina disponibilizada à população.

As orientações para diminuir a circulação do vírus são: higienizar as mãos com frequência; utilizar lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; higienizar as mãos após tossir ou espirrar; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal; evitar aperto de mãos, abraços e beijo social; evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração; evitar visitas a hospitais; e ventilar os ambientes. (Matéria editada às 11h11 para acréscimo de informação)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions