A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/12/2012 13:36

Homem que degolou mulher no Isabel Garden já havia matado a ex-esposa

Mariana Lopes e Luciana Brasil
Sebastião foi preso na quarta-feira, em Coxim (Foto: Pedro Peralta)Sebastião foi preso na quarta-feira, em Coxim (Foto: Pedro Peralta)

Foi preso na última quarta-feira (19), o homem que degolou Luciene Rosa de Souza, 37 anos, no dia 17 de novembro, no bairro Parque Isabel Gardens, em Campo Grande. Assassino confesso, Sebastião Ferreira dos Santos, de 50 anos, já tinha matado a ex-esposa, Zilda Sampaio da Silva, em 2010.

Sobre o primeiro homicídio, Sebastião conta que no dia do crime a ex-mulher tinha sido possuída por um espírito e tentou matá-lo, então ele alegou legítima defesa. Após a morte de Zilda, ele começou um romance com a filha dela, Débora Sampaio da Silva.

Para a polícia, Sebastião disse que Luciene começou a levar Débora para sair à noite e a apresentar outros homens para ela. Enciumado com a situação, ele contou que, no dia do crime, primeiro chamou a vítima para conversar na casa dele, que fica em frente à casa da enteada, onde ela estava.

Sebastião disse ainda à polícia que Luciene deu um tapa no rosto dele, momento no qual ele perdeu a cabeça e a matou com golpes de faca no pescoço.

Segundo o delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia, Weber Luciano de Medeiros, responsável pelo caso, em depoimento Sebastião confessa que após degolar a vítima e a deixar caída no chão da casa, ele mostrou a faca para os vizinhos e disse: “Eu não falei que ia matar ela? Matei”, relata o delegado. Sebastião ainda lavou a faca usada no crime e ficou sentado em frente à casa dele por alguns instantes.

Conforme informações do delegado, no dia do crime Sebastião fugiu para uma chácara em Jaraguari. Na quarta-feira, ele foi até Coxim visitar alguns familiares e acabou preso pela Polícia Civil da cidade, que ajudou nas investigações.

Sebastião foi transferido para a 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, onde permanece preso e foi apresentado à imprensa na manhã desta sexta-feira (21). Ele será indiciado por homicídio triplamente qualifica, por motivo fútil, dificultou a defesa da vítima e uso de arma, e pode pegar de 20 a 30 anos de prisão.

Além desses dois homicídios, Sebastião já respondeu a quatro processos por furto de gado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions