A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/10/2014 09:18

Homens bem vestidos invadem casa e agridem ferroviário de 83 anos

Renan Nucci
Idoso foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e disse que a ex-mulher pode ter planejado as agressões. (Foto: Marcos Ermínio)Idoso foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e disse que a ex-mulher pode ter planejado as agressões. (Foto: Marcos Ermínio)
Objetos utilizados pelos agressores e que foram apreendidos pela Polícia Militar. (Foto: Marcos Ermínio)Objetos utilizados pelos agressores e que foram apreendidos pela Polícia Militar. (Foto: Marcos Ermínio)

O ferroviário aposentado João Augusto Rodrigues, 83 anos, teve a casa invadida e foi agredido por dois homens na manhã deste sábado (18), no Jardim Presidente, em Campo Grande. O idoso foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Coronel Antonino. A Polícia Militar apreendeu no local um simulacro de arma de fogo, o crachá de uma igreja evangélica, uma touca e uma pasta.

Segundo testemunhas, por volta das 8h uma dupla de moto parou em frente da residência do aposentado. Os indivíduos estavam bem vestidos, e um deles, de terno, esperava na moto, enquanto o outro invadiu o quintal e foi em direção à vítima que estava na sala. Inicialmente eles tiveram uma discussão cujo o teor ainda é desconhecido, e em seguida começou as agressões. O idoso resistiu como pôde e gritou por socorro.

Ao ouvir os barulhos, o homem que estava ao lado de fora da casa entrou para ajudar o comparsa nas agressões. A dupla fugiu e, em seguida, a polícia e os bombeiros foram acionados. O aposentado sofreu lesões na cabeça e braços, sendo socorrido com sangramento. Ele acredita que a ex-esposa, identificada apenas como “Preta”, tenha tramado o ataque. “Eles queriam me matar”, afirmou enquanto entrava na ambulância.

A vizinha dele, Lindalva Amaral, 38 anos, alegou que João só resistiu porque apesar da idade, é uma pessoa bastante ativa. “Ele é um idoso muito forte e conseguiu lutar para se defender. A gente o vê sempre limpando a casa, fazendo tudo por conta própria”, disse ela, lembrando que entrou em pânico ao imaginar que ele estivesse sendo morto. “Eu assustei e só pensei em chamar os outros vizinhos para ajudar”, completou. João morava sozinho até pouco tempo, mas recentemente se envolveu com outra mulher, também idosa.

Operação da Polícia Federal contra milícias prende três em aldeia indígena
Três índios foram presos nesta quarta-feira acusados de integrar uma milícia armada na aldeia Rancho do Jacaré, no município de Laguna Caarapã. As pr...
Polícia investiga estupro de meninas de 11 e 13 anos em aldeia
A Polícia Civil de Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande, investiga se duas meninas indígenas sofreram violência sexual pelo padrasto, n...
Rapaz foge da polícia e capota carro carregado com maconha
Vitor Alex Rodrigues, 21 anos, conduzia um carro, com 388 quilos de maconha, e ao avistar uma equipe da Polícia Militar fugiu e acabou perdendo o con...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions