ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Hospital de Campanha contra covid será acionado em 48 horas pelo HR

Medida é reflexo dos aumentos de casos e de óbitos, além da baixa taxa de isolamento social

Por Gabriel Neris | 18/06/2020 16:40
Hospital de Campanha foi montado ao lado do Hospital Regional (Foto: Kísie Ainoã)
Hospital de Campanha foi montado ao lado do Hospital Regional (Foto: Kísie Ainoã)

A alta nos casos confirmados de covid-19, os números recentes de óbitos e a baixa taxa de isolamento social farão com que o 1º Hospital de Campanha de Campo Grande seja acionado nos dois próximos dias. O alerta é da diretora-presidente do Hospital Regional, Rosana Leite de Melo.

Mato Grosso do Sul registrou até esta quinta-feira (18) 4.274 casos confirmados, sete vezes mais do que o registrado há um mês, e 39 óbitos relacionados à doença, letalidade de 0,9%.

Segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde), do total de casos confirmados, 114 pessoas estão internadas, sendo 62 em leitos clínicos e 57 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A taxa de ocupação de leitos clínicos é outro agravante. Hoje a taxa de ocupação entre casos confirmados e suspeitos de covid-19 na Macrorregião de Campo Grande é de 64%. A SES repetidamente afirmava que ativaria o Hospital de Campanha se esse indíce chegasse a 70%.

A representante do Hospital afirma que o aumento de casos é reflexo do relaxamento da quarentena por parte da população. Na quarta-feira, por exemplo, a média da taxa de isolamento do Estado ficou em 35,1%.

“Não queremos que isso aconteça, mas estamos preparados para esse cenário. Infelizmente, se a população não colaborar com o isolamento e começar a se prevenir em meio pandemia, o quadro poderá ser ainda pior”, disse.

O Hospital de Campanha foi preparado desde o início do ano para ser utilizado durante a pandemia. O HR conta com 125 respiradores artificiais para serem usados durante a crise.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário