A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

02/12/2014 15:16

Instituto Mirim virou Ong comandada pelo ex-prefeito Alcides Bernal

Paulo Fernandes, Kleber Clajus e Michel Faustino
Bernal é acusado de estar no comando do Instituto Mirim (Foto: Arquivo)Bernal é acusado de estar no comando do Instituto Mirim (Foto: Arquivo)

Apesar de contar com uma página no site da Prefeitura de Campo Grande (http://www.pmcg.ms.gov.br/mirim), desde 2009 o Instituto Mirim é uma ONG (organização não governamental) e, há quase 2 anos, não presta contas sobre o dinheiro que recebe do Município por meio de convênios. Neste período, a Ong está sendo coordenada por um Conselho Deliberativo que conta com o ex-prefeito Alcides Bernal, a esposa dele, Miriam Gonçalves, o primo deles Élvio Bernal e ex-assessores.

Em 2009, o Instituto Mirim teve o seu estatuto alterado, passando a ser uma entidade civil sem fins lucrativos, mas permaneceu prestando contas à Prefeitura por mais alguns anos. Na prática, o instituto passou a operar como uma empresa privada. A missão do órgão é preparar adolescentes de famílias de baixa renda para inserir no mercado de trabalho.

Procurado pela reportagem, o Instituto Mirim de Campo Grande disse que “a parceria com a Prefeitura (…) existe há mais de 30 anos e continua atualmente, por meio de convênios”. O instituto informou também que tem interesse na continuidade dos convênios e que se mantém com recursos próprios, provenientes de parcerias e convênios, como os celebrados com a Prefeitura.

Além do convênio com a Prefeitura, o Instituto Mirim diz possuir parcerias com órgãos estaduais, federais, Poder Judiciário, Ministério Público e empresas privadas. O Instituto Mirim encaminha os jovens para trabalhar na condição de aprendiz e o órgão conveniado faz o repasse financeiro para o pagamento deles. A Ong diz atender cerca de 900 adolescentes.

O prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), afirmou que o Ministério Público Estadual está tomando as providências e a sociedade vai saber, em breve, tudo era feito de forma ilegal no Instituto Mirim. Ele ainda acusou a atual gestão de estar prejudicando os jovens.

O Campo Grande News tentou entrar em contato com o ex-prefeito Alcides Bernal, mas ele não atendeu ao telefone.



Nossa mas então é aí que o Bernal tá saqueando pra pagar os processos loucos que ele abriu?
 
Max em 03/12/2014 08:37:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions