A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/07/2012 13:39

Interessados aparecem, mas antiga rodoviária continua sem destino

Nadyenka Castro e Aline dos Santos

Nelsinho disse que “ ainda não sentiu firmeza de ninguém com bala na agulha”

Nelsinho afirmou que prédio da antiga rodoviária continua sem destino. (Foto: Mariana Lopes)Nelsinho afirmou que prédio da antiga rodoviária continua sem destino. (Foto: Mariana Lopes)

Apesar de haver alguns interessados, o prédio do Terminal Rodoviário Heitor Laburu – antiga rodoviária de Campo Grande -, continua sem destino. O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) disse que ainda “não sentiu firmeza de ninguém com bala na agulha” para investir no local.

Nelsinho explica que vários consórcios, pessoas e empresas já se interessaram pelo espaço, no entanto,o receio da prefeitura é de estes interessados não tenha dinheiro suficiente para investir no local e fiquem “sem saber o que fazer lá dentro”.

De acordo com o prefeito, 70% do prédio é propriedade particular e para desapropriação é preciso gastar “até R$ 8 milhões”. “Já a reforma estruturante de todo o prédio seria de 15 a R$ 30 milhões, o que é praticamente inviável, fala.

“Ainda estamos aguardando que apareça alguém”, finaliza Nelsinho, que fez as declarações na solenidade de anúncio da agenda em comemoração aos 113 anos da Capital.

A antiga rodoviária foi desativada em 2010. Desde então, só ocupam o prédio poucos comerciantes e à noite, dogueiros que antes ficavam na avenida Afonso Pena. Uma universidade particular do Paraná e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul se interessaram pelo espaço, mas, já desistiram.



Fiquei impressionado com o custo: "para desapropriação é preciso gastar até R$ 8 milhões”. “A reforma estruturante de todo o prédio seria de 15 a R$ 30 milhões”. Francamente, o certo é demolir o prédio pagar os proprietários e vender a área para alguma construtora. O imóvel é bem localizado e pode ser nobre no futuro. Reformar é economicamente irresponsável, seja com recursos públicos ou privados.
 
Fabiano Silva em 25/07/2012 02:30:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions