A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/12/2011 16:00

Investigação sobre morte no lixão vai ouvir testemunhas semana que vem

Paula Maciulevicius e Viviane Oliveira

Em uma situação dessas é difícil imaginar o que tornaria o fato menos trágico, mas segundo a perícia, o estado do corpo indica que ele morreu na hora do desmoronamento

20h de buscas, 14 bombeiros, três maquinários. Polícia abre inquérito para investigar morte de criança em desmoronamento. (Foto: João Garrigó)20h de buscas, 14 bombeiros, três maquinários. Polícia abre inquérito para investigar morte de criança em desmoronamento. (Foto: João Garrigó)

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte do menino Maikon Correia de Andrade, 9 anos, soterrado na tarde desta quarta-feira depois de um desmoronamento no lixão. Após a retirada do corpo, encontrado no final da manhã de hoje em meio a montanha de lixo, a Polícia já está periciando o local.

Com os laudos do lixão em mãos, a Polícia vai ouvir os pais da criança e os responsáveis pelo lixão. Segundo o delegado do 5ª Distrito Policial, Jairo Carlos Mendes, a previsão é de que isso ocorra no final da semana que vem.

De acordo com o delegado, os laudos vão apontar as circunstâncias da queda, a situação do terreno e as condições do aterro. “Ali era o último lugar onde uma criança poderia estar”, ressalta.

No começo da tarde desta quinta-feira, o Corpo de Bombeiros realizou uma coletiva sobre o trabalho de buscas. O comandante responsável pelo resgate a partir das 7h da manhã de hoje, capitão Luiz Moreira, ressaltou que o foco dos serviços o tempo todo, era a família de Maikon.

“Em nenhum momento nós pensamos em parar, porque a gente sabe da dor da família. E que eles querem o corpo”.

O desejo e o empenho de toda equipe de bombeiros, Defesa Civil era para retirar o menino com vida. “A gente sempre trabalha buscando salvar. Nesse caso já era difícil encontrar a criança com vida pelas condições do local”, explicou o capitão.

Depois de achar corpo, Rayol não se conteve e cai no choro. Emoção depois de 20h de serviço. (Foto: João Garrigó)Depois de achar corpo, Rayol não se conteve e cai no choro. Emoção depois de 20h de serviço. (Foto: João Garrigó)

Todo o serviço envolveu três maquinários, 14 homens, nove deles militares, ainda apoio do Samu e Secretaria Municipal de Obras.

Depois de 20 horas de buscas, o primeiro a ver que o menino havia sido achado foi o coordenador de operações da Defesa Civil, Sebastião Rayol. Emocionado, com lágrimas nos olhos ele gritou para que as máquinas parassem “acharam, para, para, para”.

As visíveis toneladas de lixo foi o que dificultou o trabalho. Embora o Corpo de Bombeiros tivesse o receio de que o trabalho durasse até quatro dias. “Foi mais rápido do que a gente esperava, o nosso medo era passar um, dois, três, até quatro dias e o estado de decomposição do corpo é ainda mais rápido nesse caso, por conta das bactérias do lixão”, disse o capitão Luiz Moreira.

Em uma situação dessas é difícil imaginar o que tornaria o fato menos trágico, mas segundo o perito Domingos Sávio, o estado do corpo de Maikon indica que ele morreu na hora do desmoronamento. “A morte foi instantânea”, falou.

O corpo foi levado para o IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal). O caso será investigado pela 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande. A prefeitura também instaurou processo administrativo para apurar a ocorrência, quem estava trabalhando no momento do incidente, quais empresas e quem teve acesso àquela área.



Quero mais uma vez dar os parabéns para toda as equipes que estiveram no local esses Bombeiros são mais que profissionais. PARABÉNS, que Deus ilumine todos vcs.
 
rose cardoso em 30/12/2011 11:31:07
Sou mãe de duas crianças, como responsável por crianças não poderia permitir que uma criança subice em uma pilha de lixo por causa de centavos.
 
vanessa stefani rodrigues de lima em 29/12/2011 07:18:06
O lixão traz ainda mais um problema: atrae a população mais carente e desempregada, que passa a se alimentar dos restos encontrados no lixo e a sobreviver dos materiais que podem ser vendidos. Esse tipo de degradação humana não pode mais ser permitida e somente a erradicação total dos lixões vai solucionar essa situação.
Ou as autoridades governamentais, vão esperar acontecer outra tragedia.
 
Rivelton Monteiro Jarcem em 29/12/2011 06:35:41
SE EU SOU DIRETOR DE UM CLUBE E SOU OMISSO EM COLOCAR GUARDAR VIDAS E SE MORRER UMA PESSOA POR NEGLIGENCIA MINHA ..

A RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL E DE QUEM ???

E A SUA ONDE ESTA ??? PREFEITO, SECRETARIO DE OBRAS ???
 
Emmanuel Rauver Rodrigues Martinez em 29/12/2011 06:16:52
nossa é mto triste mesmo, ainda mais por ser uma criança!
eu perdi meu pai na noite de natal , por um mostro q o tiro a vida o matando e ainda ateando fogo em seu corpo ,ainda me doi muito!
meus pesames a toda a familia !
 
hevellin rossany em 29/12/2011 06:14:48
FUNCIONARIO PUBLICO DA REDE MUNICIPAL, TEM ATE VERGONHA DE FALAR QUE E FUNCIONARIO PUBLICO DO MUNICIPIO ISSO E LAMENTAVEL SR. NELSON TRAD.

GANHAM UMA MISERIA E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO SAO PESSIMAS

CADE SUA RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL NESSA SITUAÇÃO, VOCÊ É O RESPONSAVEL, VOCÊ FOI OMISSO VOCE E O GESTOR !!!!
 
Emmanuel Rauver Rodrigues Martinez em 29/12/2011 06:14:46
É LAMENTAVEL! ONDE ESTÃO OS ORGÃOS COMPETENTE, ENQUANTOS ESTÃO PREOCUPADOS COM NÃO SEI O QUE NOSSAS CRIANÇAS ESTÃO VASCULHANDO O LIXÃO BUSCANDO MEIOS DE SOBREVIVÊNCIA PARA ELE E PARA SUA FAMÍLIA... QUE DEUS TENHA MISERICORDIA .
 
elida ossuna almeida em 29/12/2011 05:32:25
um local como este deveria ser monitorado 24hs por dia pois oferece risco de morte a populaçao principalmente a crianças que sao mais frageis, infelizmente uma fatalidade a populaçao da nossa capital ,mas espero que aja mudanças pois o lixão é um local somente para catadores de materiais reciclaveis , não um parque de diversao onde crianças entrão para brincar.
 
weliton brandao em 29/12/2011 05:19:48
cade os direitos humanos eles nao vao ao lixao porque. sera que tem nojo das crianças que ali estao vao ate la e chamem o poder puplico para ver a situaçao de perto e nao deixar acontecer de novo que deus conforte a familia dessa criança.
 
sebastiao vieira em 29/12/2011 05:16:26
Desde que soube orei pedindo a Deus que colocasse seus anjos junto a essa família. Pedi para que esta criança fosse salva, mas Deus achou melhor levá-la para junto de ti. Como mãe peço ao Pai Eterno que coloque sobre esta família sua mão poderosa para aliviar a dor e dar força para superar.
 
Aparecida Pereira em 29/12/2011 05:05:35
A prefeitura instaurou processo administrativo porquê? Se ELA é a CULPADA?!
 
William Silva em 29/12/2011 04:47:00
É LAMENTAVEL O QUE ACONTECEU. EU PENÇAVA QUE IA ENCONTRAR COM VIDA MAS DEUS SABE O QUE FAS DEUS CONFORTA ESSA FAMILIA
 
IVONE CAMPOS em 29/12/2011 04:33:30
Triste fim graças a uma situação em que poderes públicos ficam jogando a responsabilidade como batata quente, até quando?
Parabens pelo serviço de resgate, irmãos de farda e todas as equipes pelo local, como ressaltou bem o Capitão, a prioridade era a família!
 
Julio Ramires em 29/12/2011 04:09:58
Infelizmente ainda tem quem pense que uma "APURAÇÃO" resolve tudo. Mas não trará o garoto à vida. O que tem que ser feito, além de a prefeitura ser responsabilizada por tão grande desgraça, é investir com qualidade e constância em programas sociais que de fato atendam as necessidades das famílias que tiram do lixo o seu sustento. Deus Pai haverá de consolar os corações da família desse menino.
 
Fernando Silval em 29/12/2011 04:07:58
Nossa.. mto triste oq aconteceu.. mas achei mt linda a atitude do Sebastião Rayol ao encontrar o corpo. Q Deus abençoe a familia do Maikon Correia, imagino que não deve estar sendo fácil.. e q Deus abencoe o Sebastião e sua familia tbm, um homem de bom coração, iluminado e enviado por Deus.
 
Iara Larroque em 29/12/2011 04:02:19
que DEUS conforte ESTA FAMILIA,quero parabenizar a equipe que esteve presente no resgate.
 
MARTA LOPES DA SILVA em 29/12/2011 03:52:38
“Ali era o último lugar onde uma criança poderia estar” SEGUNDO A REPORTAGEM ESSA FALA É DO DELEGADO JAIRO E REFLETE A OPINIÃO DE TODA UMA SOCIEDADE.
INFELIZMENTE ESSE FOI O ÚLTIMO LUGAR QUE ESSE MENINO ESTEVE, PROCURANDO UM MEIO DE VIDA MELHOR, TRABALHANDO..
AUTORIDADES ACORDEM PARA REALIDADE DE NOSSOS PEQUENOS, NÃO DEIXEM QUE FATOS COMO ESSE CAIAM NA BANANALIDADE.
DEUS ABENÇOE NOSSAS CRIANÇAS
 
Léia Ortiz em 29/12/2011 03:48:58
Lamentavel o que aconteceu com o garoto que deus conforte esses pais....
 
Daiane Esquian em 29/12/2011 03:44:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions