A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

23/03/2019 08:53

Jovem envolvido em tortura e morte é preso com drogas na antiga rodoviária

Caio Guilherme Seidenfuhss Ferreira de Albuquerque era adolescente quando participou do homicídio e agora é apontado como traficante da região

Geisy Garnes

Polícia Civil prendeu na madrugada deste sábado (23) um jovem de 19 anos responsável pela venda de drogas na região da antiga rodoviária, região Central de Campo Grande. Caio Guilherme Seidenfuhss Ferreira de Albuquerque foi preso após investigações do GOI (Grupo de Operações e Investigações).

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais se infiltraram em meio aos usuários de drogas que frequentam a antiga rodoviária para descobrir o traficante da região.

Eles perceberam que Caio ficava sentado em uma das mesas de um trailer de lanche, mas sempre se levantava para ir até carros e usuários, recebendo ou entregando coisas a eles. Diante da situação, ele foi abordado pela equipe. O suspeito ainda tentou se livrar de uma pedra de pasta base de cocaína, mas foi flagrado pelos investigadores.

Com ele foram encontrados R$ 212 em notas trocadas. Ao lado da mesa em que Caio estava sentado os policiais apreenderam mais três porções da droga. Pelo sigo os investigadores constataram que o traficante tinha várias passagens pela polícia, por crime de tráfico, furto, receptação e também homicídio.

Caio tinha 15 anos quando foi apreendido por participar da morte de Wanderson Martins de Freitas, o Paulista. O crime aconteceu em dezembro de 2015 no Residencial Oliveira III, em Campo Grande.

Segundo a polícia, na época o jovem ajudava um traficante, identificado como Gilson da Silva Silvestre, o “Dida” de 34 anos, a vender drogas em uma boca de fumo da região. No dia do crime, a vítima teria furtado duas pedras de crack e por isso foi impedida de deixar o local, amarrada e torturada, pela dupla e um terceiro envolvido - Danilo Lopes Gonçalves, 21 anos.

Com um facão o trio esfaqueou Wanderson, que ainda foi agredido com vários socos e chutes. Caio, conforme as investigações da polícia, ainda usou uma panela de pressão para golpear a cabeça da vítima, que morreu durante a sessão de tortura. O corpo do homem foi deixado em um terreno baldio, localizado a cerca de 30 metros da boca de fumo.

Agora Caio responde por tráfico de drogas. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions