ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Jovem e testemunha são mortos no Estrela do Sul

Rapaz levou 17 tiros e mulher, que a princípio seria vítima de bala perdida, também virou alvo

Por Dayene Paz e Antonio Bispo | 04/03/2024 08:21
Luana Azevendo em foto publicada no Facebook. (Foto: Redes sociais)
Luana Azevendo em foto publicada no Facebook. (Foto: Redes sociais)

Ao contrário do que foi apurado preliminarmente, mulher morta no bairro Estrela do Sul não foi vítima de bala perdida. A polícia trabalha com a hipótese de que Luana Azevedo da Silva, de 39 anos, viu os assassinos e por isso, também foi executada.

Após analisar a posição do corpo, foi possível constatar que o tiro que matou a mulher foi proposital. Luana e Wanderson Mateus Vieira de Araújo, de 20 anos, foram mortos na noite deste domingo (3), ao lado da praça do Bairro Estrela do Sul, em Campo Grande.

Inicialmente, a polícia acreditava que apenas Wanderson seria o real alvo dos atiradores. Ele foi abordado por dois homens em duas motocicletas de cor preta, quando estava em um ponto de ônibus na Rua Madame Buterfly. Houve discussão e a vítima tentou correr, mas foi atingida pelos tiros e caiu em uma área de gramado.

A perícia encontrou 15 perfurações na cabeça e duas no tórax de Wanderson. Ele era conhecido como "Ximba".

Testemunhas contaram que Luana ouviu os disparos e saiu desesperada, pensando que a vítima poderia ser o filho. Ela mora na frente da praça onde o rapaz foi morto. A posição dos dois corpos e o local onde os estojos da bala foram encontrados, segundo a polícia, indicam que os atiradores miraram em direção a Luana.

Agora, a polícia investiga se as execuções têm ligação e a motivação para o crime.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias