A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/01/2011 23:46

Corpo de jovem que morreu em SC chega em Campo Grande e velório inicia 1h

Jorge Almoas

O corpo de Denise Alves Ridel, de 22 anos, que morreu na segunda-feira (10) durante acidente na BR-101, em Santa Catarina, chegou em Campo Grande. O velório da jovem será no cemitério Memorial Mark, a partir de 1h da madrugada e o enterro será às 16h30.

Sua mãe, Rosinei da Silva Alves Ridel, de 48 anos, e a irmã, Daniela Alves Ridel, de 19 anos, foram liberadas pelos médicos para viajar e já estão em Campo Grande, no entanto, o pai, ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul no período de 1992 a 1995, o coronel João Eduardo Ridel, ainda está internado no hospital Socimed, em Tubarão.

Ridel teve um pequeno traumatismo craniano, mas não corre risco de morte.

A família Ridel viajava em uma caminhonete D-20, com placas de Campo Grande, quando, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), invadiu a pista contrária e bateu de frente com um caminhão com placas de Concórdia (SC).

Chovia muito na hora do acidente, que aconteceu próximo a Paulo Lopes, região metropolitana de Florianópolis.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Nossa Nunca inaginei que depois de 36 anos sem saber de voce Eduardo eu ficaria sabendo da noticia de um acidente onde voce perda a coisa mais rica do mundo que é uma filha, pois eu tambem tenho duas filhas e nem sei como ficaria caso perdesse uma. Eu sinto muito mesmo em saber de voce e por uma noticia tão triste. Que Deus abençoe voces todos e tenho certeza a Denise vai sempre estar olhando por voces.
 
Suely Aparecida Silva de Souza em 12/05/2011 01:25:43

A nossa menina sempre será uma estrela.
Que ela fique com Deus e juntos nos ajude a confortar a todos da família e principalmente nosso menino Rafa; seu grande amor.

 
Família do Rafael R. G. Dalpiaz. em 14/01/2011 11:18:58
Deixo aqui meus sentimentos à essa família tão especial para mim. Conheci a Dê ainda na época do Colégio Batista. Lembro-me com carinho os vários momentos passados ao lado dela. As risadas, as conversas, as brincadeiras...
Tivemos q nos separar por causa da falência da escola, perdemos um pouco de contato, mas às vezes a gente se trompava na rua, no shopping, e logo vinha a Dê correndo me dar um abraço.
Que menina querida! Irá fazer falta...
Agora está ao lado de Deus!
Um dia a dor passa, mas a saudade ficará. E com ela a lembrança dessa amiga tão querida e especial!
 
Renata e Família em 14/01/2011 06:40:37
A momentos na vida que parece que a dor é maior que tudo, pois estamos fracos por perder uma pessoa muito querida! Mas quando lembramos do grande DEUS que temos, nossos corações se fortalecem. Não tive a oportunidade de conhecer a Dani, mas tenho a oportunidade de rezar para que Deus a guarda em paz e possa abençoar toda a sua familia. "DEUS POR FAVOR, CONFORTE E ABENÇOE ESSA FAMÍLIA HOJE E SEMPRE, OBRIGADO", Amém...
 
Ademir Rodrigues em 13/01/2011 11:25:13
Denise - em seu canto a leveza e a suavidade de sua alma. Sempre atenta em não ferir
expressava com delicadeza e simplicidade sutil, a arte dos sons, tão natural vinda de seu coração.
À todos os familiares e amigos, impressões deixadas por Denise enquanto fazia as aulas de canto.
Sua professora e amiga
Cristina
 
Cristina Passos em 13/01/2011 11:17:13
Que mais podemos fazer num momento tão doloroso como este em, que vemos tantas familias perderem seus entes queridos em tragédias , sejam por acidentes ou pela força da natureza como temos visto no RJ/SP/MG e no resto de mundo, a não ser orar e pedir a JESUS que conforte a cada um!
 
Maria Borges Cavalcanti em 13/01/2011 10:54:16
Nunca aceitamos uma partida , ainda mais de uma jóvem com uma vida toda pela frente , a dor para a família é enorme ,, mas devemos ver a morte de maneira diferente ,,,lembre sempre nos exêmplos por ela deixados , suas palavras , seu amor , lebre sempre que ele fez a parte dela enquanto vida , e que não se morre o espírito , ele sempre vai estar presente ao lado da família que ela tanto amou ...Descanse em paz !!!! Do amigo nivaldo.,
 
nivaldo justi em 13/01/2011 10:47:07
Fomos vizinhos por longo tempo da Família Ridel e Rosinei. Neste momento compartilhamos da dor que vivem, e rogamos a Deus que tenha sua filha em bom lugar, na eternidade, onde um dia todos nós estaremos.

Cristina, Sílvio, Eloiza e toda família.
 
Silvio Pedro Arantes em 13/01/2011 10:38:22
Força. Que Deus dê conforto e serenidade à familia Ridel;
 
Regina Cãmara em 13/01/2011 10:13:13
Somente quem perdeu um filho sabe a dor que esta mãe está sentindo. Conheço essa dor e posso afirmar que só o tempo acalmará seu coração. Que Deus esteja com toda a família nesse momento tão difícil, que Ele conforte seus corações e alivie sua dor.
 
Regiane da Silva em 13/01/2011 10:06:02
Lamentável este acidente tirando a vida de uma menina tão querida e carismática como a Denise. Que Deus conforte a família e dê forças para superar esta perda irreparável! Um grande abraço!!
 
Lívia Del Valle de Oliveira em 13/01/2011 09:54:45
Neste momento tão difícil, gostaria de externar minhas sinceras condolências a toda família, em especial a minha amiga do coração Dani. Que Deus possa te confortar querida!
 
Tatiane Novaes em 13/01/2011 09:38:25
Valho-me deste espaço para externar meus votos de condolências à família Ridel e, o faço acrisolados com a promessa de intercessão diante de Deus para que Ele, em sua infinita bondade e misericórdia console e conforte os corações dessa amada família. Nos idos de 2001 a 2003, fui diretor do extinto Colégio Batista nesta Capital, onde em cujo corpo discente tivemos as irmãs Denise e a Daniela Ridel. Nesse período construimos uma grande amizade que perdura até os dias atuais.
Finalmente, fazemos nossas as palavras de Jó expressas nas páginas sagradas do Velho Testamento: "O Senhor o deu, o (a) Senhor o (a) tomou" Jó 1.21
 
Capelão Adão José Pereira em 13/01/2011 08:36:44
As luzes quando se apagam, deixam em nós a escuridão.
Sua ausência dá o contraste para nossos olhos poderem captá-la, porém, passados alguns instantes, nossos olhos se acostumam a ela e começam a vislumbrar, definir algumas formas, começam "a ver" na escuridão.
Assim também ocorre com a ausência de alguém que parte; o contraste de sua presença nos faz sentir a sua ausência. Aos poucos acomoda-se em nós o desconforto dessa ausência e fica então a doce saudade. Se dermos tempo ao nosso coração para que, como os olhos, se "acostume" com a ausência, ele também poderá vislumbrar e definir a presença mais sutil. Como as formas e objetos que não deixaram de existir com a escuridão, apenas tornaram-se mais sutis, necessitando de maior sensibilidade para serem vistas.
Quanto sofrimento poderíamos evitar se realmente soubéssemos disso!

Deus abençõe esta familia, e conceda a felicidade eterna para a jovem Denise....
 
Bia Ceolim em 13/01/2011 04:30:24
Que Deus conforte os coracões do Cel Ridel e familia.com muito pesar do amigo Castilho e familia.
 
Coaraci Nogueira de Castilho em 13/01/2011 02:44:44
Que Deus possa consolar a família, parentes e amigos.

 
Edson Bertolazo em 13/01/2011 01:49:59
Caro Cel Ridel, faz alguns anos que á gente não se vê,mas quando li este triste acontecimento,não pude deixar de escrever algumas palavras de pesar pela perda da sua amada filha,não posso confortar teu coração,mas tem um que pode, que é o nosso Criador,Deus Abençôe á todos.
 
RICARDO KALIL MANSOUR em 13/01/2011 01:09:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions