A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/07/2011 12:30

Juiz determina fiança de R$ 5,4 mil para acusado de espancar vigia até a morte

Aline dos Santos e Nadyenka Castro
Airton está preso desde o último dia 7 pela morte de vigia. (Foto: Pedro Peralta)Airton está preso desde o último dia 7 pela morte de vigia. (Foto: Pedro Peralta)

Preso em flagrante pela morte brutal de um vigia, o lutador de jiu-jítsu Airton Colognesi teve a fiança arbitrada em R$ 5.450 pela justiça. É o primeiro caso de repercussão em que a nova lei do Código de Processo Penal foi aplicada.

Airton está na prisão desde o último dia 7 acusado de espancar Adelson Eloi Nestor de Almeida, de 46 anos, até a morte. Nesta semana, com base na nova lei, o juiz Alexandre Ito, em substituição na 2ª Vara do Tribunal do Júri, arbitrou o valor da fiança, inicialmente, em 10 salários mínimos e concedeu liberdade provisória.

Segundo o magistrado, Airton é primário e não tem maus antecedentes. Na decisão, o juiz também enfatiza que não há elementos suficientes para classificar o crime como hediondo, o que impede fixação de fiança. Desta forma, mediante o pagamento será expedido o alvará de soltura. Nesta sexta-feira, Airton Colognesi permanece no Presídio de Trânsito.

O crime aconteceu no posto de combustíveis Antares, no Jardim Seminário, em Campo Grande. A vítima estava trabalhando quando flagrou o autor passando no meio das bombas. O vigia abordou o rapaz e o mandou sair de dentro do posto, informando que o local era propriedade particular e já estava fechado.

A discussão terminou em agressão. O vigia tentou escapar e correu para uma borracharia que fica ao lado do posto. Conforme a polícia, Airton usou uma barra de ferro para golpear a cabeça de Adelson, que teve o rosto desfigurado e morreu caído na calçada.

Novidades – A Lei nº 12.403, de 4 de maio de 2011, que altera os dispositivos do Código de Processo Penal, estabelece outras regras para a prisão de suspeitos e/ou autores de crimes com pena de até quatro anos de reclusão.

Na prática, aqueles que cometerem furtos simples, homicídio culposo (sem intenção de matar), violência doméstica, abandono de incapaz, maus tratos, sequestro e cárcere privado, porte ilegal de arma de fogo, entre outros, só vão ficar presos se não pagarem fiança, se forem reincidentes e não tiverem residência e trabalho fixos.

A restrição total de liberdade só será determinada em último caso, à exceção de crimes com mais de quatro anos de reclusão como tráfico de drogas, latrocínio (roubo seguido de morte), roubo, extorsão, tortura e homicídio doloso (com intenção de matar).

Os magistrados podem homologar a prisão em flagrante, decretar a preventiva, abritrar fiança ou aplicar medidas cautelares.



A VIDA AGORA PASSA A TER UM PREÇO SIMBOLICO PELO VISTO.UM CRIME DESSE COM CERTEZA DEVERIA SER CONSIDERADO COMO HOMICIO DOLOSO,E NÃO RECEBER BENEFICIO DE FIANÇA COMO FOI O CASO,VAMOS VER ATÉ QUANDO A POPULAÇÃO VAI AGUENTAR ESSA IMPUNIDADE
 
Iara da Silva Menezes em 15/07/2011 12:57:32
Como custa barato a vida de uma pessoal!
E será que essa tem algum preço?
 
Orlando Valenzuela em 15/07/2011 12:43:15
Parabéns ao JUIZ! Pior que os legisladores é a justiça que interpreta um crime brutal desses como homicidio culposo, sem intençao de matar. Gostaria de saber do juiz o que seria um homicidio doloso entao, onde há intençao de matar? Além da lei ja ser branda, o juiz ainda ainda interpreta de maneira mais branda ainda. Infelizmente a populaçao de bem está cercada de lobos por todos os lados. É comodo para o Estado cobrar fiança, assim enchem mais os cofres publicos, ao inves de deixar o criminoso da cadeia q só vai dar mais despesa para o Estado. Sinceramente, quando vejo injustiças como essa, sendo cometida pela propria justiça, sinto vergonha de ser brasileira.
 
Vani Soares em 15/07/2011 11:23:31
ABSURDO.....CADE A JUSTIÇA? ESTA COM UMA VENDA NOS OLHOS? PARA NAO VER AS BURRADAS QUE ANDAM FAZENDO......GENTE A LEI SO FUNCIONA COM ( GENTE DE BAIXA RENDA , POBRE MESMO, QUE NAO TEM RECURSO, INFELIZMENTE) E ISTO UMA VIDA ESTA VALENDO HOJE....R$ 5.400,00.
CINTO MUITO PELA FAMILIA
 
eliane dos santos em 15/07/2011 04:04:32
O povo acha ridícula a nossa legislação, mas continua votando nos mesmos Filhos da Pátria, que fazem as Léis.
 
valter antunes em 15/07/2011 03:55:16
Seria esse homicídio culposo então? Ou eu estou com dificuldade em interpretar a nova legislação? Sei não viu...
 
Agrimar Felix em 15/07/2011 02:54:38
Mais um solto....Matar nao da em nada em nosso estado democratico de direito....Bonito nome ne.....
 
thiago varzim cabistany em 15/07/2011 02:54:35
NOSSA BOM SABER! QUE AGORA TODOS TEM DIREITO A MATAR UMA PESSOA E SIMPLESMENTE PAGAR FIANÇA E SER SOUTO, E ISSO QUE CUSTA UMA VIDA .?APENAS 10 SALARIOS MININOS .
 
ANA PAULA PINTON em 15/07/2011 02:30:13
Meu Deus que absurdo esse cara no meio da população , Não pode ficar solto mas a Justiça de Deus vem.
 
Ana maria em 15/07/2011 02:22:58
Infelizmente a lei existe para atrapalhar o cidadão de bem e deixar criminosos soltos. Foi comprovado que Airton espancou até a morte um cidadão trabalhador de forma violenta, e ele vai ser solto e continuar nas ruas como se nada tivesse acontecido. É uma pena, pois a familia do vigia não terá paz sabendo que um criminoso desses está na rua.
 
Cleberson Silva em 15/07/2011 02:16:05
Ridículas estas leis, errado é quem morre nas mãos destes delinquentes!
 
rita de cassia em 15/07/2011 02:13:08
Que absurdo!!! sem palavras, que o povo de boa índole se feche dentro de casa, pois o lugar dos criminosos é na rua.
 
selma santos em 15/07/2011 02:04:41
Deve ser rico,o cidadão,porquê mais uma vez o dinheiro fala mais alto,depois dizem que pobre e rico são iguais R$,5;400.00 ja pagam a vida de um trabalhador, pai de familia. e quem vai contribuir com a familia do segurança?já que a vida não vão devolver nunca?
 
Luis Carlos em 15/07/2011 01:49:02
Uma vergonha este cara deveria ficar cada mil reais um ano de cadeia isso seria 5 anos e meio quem for matar outra pessoa teria que pensar bem, pelo amor de Deus sou totalmente contra mas no dia que eu irei votar vou me lembrar disso. VERGONHOSO.
 
Antonio suza em 15/07/2011 01:29:26
A restrição total de liberdade só será determinada em último caso, à exceção de crimes com mais de quatro anos de reclusão como tráfico de drogas, latrocínio (roubo seguido de morte), roubo, extorsão, tortura e homicídio doloso (com intenção de matar).
Neste caso, bater com uma barra de ferro na cabeça da vitima é o que? Massagem...
Deus salve e perdõe nossos legisladores, por que não sabem o que fazem.

 
Delmar Ribeiro Martins em 15/07/2011 01:24:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions