A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

12/04/2019 10:58

Juiz extingue ação que pedia fim da taxa de iluminação pública

No entendimento do magistrado, MPMS não pode propor ação civil pública para tratar de matéria tributária

Anahi Zurutuza
Lâmpada ligada em poste da Capital em plena luz do dia; Cosip é usada na manutenção da iluminação pública (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Lâmpada ligada em poste da Capital em plena luz do dia; Cosip é usada na manutenção da iluminação pública (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A Justiça extinguiu processo que pedia o fim da taxa de iluminação pública em Campo Grande. No entendimento do juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) não pode propor ação civil pública para tratar de matéria tributária.

“Não é cabível ação civil pública para veicular pretensões que envolvam tributos”, destaca o magistrado na sentença. Segundo ele, a regra está prevista no no parágrafo único do artigo 1º da Lei 7.347/85.

Na ação, o promotor Eduardo Cândia, da 67ª Promotoria de Justiça, pede a suspensão da cobrança até que a Prefeitura de Campo Grande apresente mais detalhes à Câmara dados sobre os gastos com o serviço.

A denúncia é resultado de inquérito aberto em março de 2018 para verificar possível ilegalidade no cálculo da Cosip (Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública) na Capital, abastecido com informações de uma comissão especial da Câmara que analisara os gastos do serviço.

No trabalho dos vereadores, “uma infinidade de irregularidades foi apontada”, conforme a petição do MP, que incluem inconsistências na gestão da contribuição, execução e fiscalização dos serviços.

Polêmica, a Cosip em Campo Grande já gerou outras disputas judiciais.

Câmara aprova criação de comissão para analisar cobrança da Cosip
Motivada por diferenças em contas e informações genéricas, a Câmara Municipal de Campo Grande aprovou a criação de uma comissão para analisar e acomp...
Consumidores que pagaram parcela retroativa da Cosip terão valor restituído
  Os consumidores de Campo Grande que receberam as faturas de energia com a cobrança retroativa da Cosip (Contribuição para Custeio da Iluminação Púb...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions