ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  23    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Juiz nega liberdade a PM que baleou 5 e defesa pede habeas corpus

Por Nadyenka Castro | 02/02/2012 09:29

Dos cinco atingidos por tiros, um morreu. O crime aconteceu no dia 1º de janeiro, em Campo Grande. O pedido de habeas corpus está com a 2ª Turma Criminal

Carro do policial foi danificado e devido à agressão, a roupa que vestia sujou.
Carro do policial foi danificado e devido à agressão, a roupa que vestia sujou.

O policial militar Samuel Araújo Lima, que na madrugada do dia 1º de janeiro deste ano baleou cinco pessoas, em Campo Grande, teve o pedido de revogação da prisão negado e agora recorreu ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para sair da prisão.

Conforme decisão do juiz Alexandre Ito, a liberdade foi negada para garantia da ordem pública e conveniência da instrução criminal.

Com a negativa, a defesa do policial ingressou com pedido de habeas corpus na última terça-feira (31). O pedido está sob análise da 2ª Turma Criminal.

Samuel está preso desde o dia do crime. Ele matou Wilson Meaurio e baleou outras quatro pessoas da família, após ser agredido por Márcio Pereira Soares, de 22 anos, que também foi preso.

Ferido, o policial militar se escondeu em uma residência, chamou a irmã, policial civil, e depois da chegada dela, invadiu a casa onde havia 11 pessoas, matou Wilson e baleou outras quatro pessoas, uma delas um menino de 10 anos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário