ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Justiça antecipa e fará 3 audiências de caso Paulo Magalhães

Por Aliny Mary Dias | 19/11/2013 09:06

Marcada para o dia 9 de dezembro, a audiência das testemunhas da morte do delegado Paulo Magalhães Araújo foi antecipada para a próxima quinta-feira (21). A decisão do juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, é em razão de uma convocação para viagem do magistrado.

Segundo o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), antes da decisão a audiência seria em um único dia para ouvir as 52 testemunhas. Com a antecipação, outras duas novas foram marcadas para os dias 12 e 18 de dezembro.

A primeira audiência será às 8 horas e deve durar todo o dia. Além da viagem do juiz, a defesa também havia pedido que as testemunhas fossem ouvidas em novas audiências.

As outras oitivas estão marcadas para às 8 horas do dia 12 quando sete testemunhas serão ouvidas e às 14h30 do dia 18 quando 12 pessoas responderão as perguntas da acusação e defesa.

Morte - Paulo Magalhães foi assassinado no dia 25 de julho deste ano. O delegado aposentado morreu quando buscava a filha na escola, no bairro Jardim dos Estados. Ele foi atingido por cinco dos seis tiros de uma arma de calibre nove milímetros, de uso restrito do Exército.

Entre várias acusações, o delegado chegou a publicar o livro “Conspiração Federal”, no qual denunciava a instalação de câmeras clandestinas no presídio federal.

Ele também encaminhou dossiê denunciando magistrados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Também ingressou com várias ações na Justiça denunciando desvio de recursos públicos.

Nos siga no Google Notícias