ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Justiça mantém prisão de capturados em investigação sobre “tribunal do crime"

Na casa dos suspeitos polícia encontrou drogas e munição calibre 380

Por Clayton Neves | 16/06/2020 13:56
Presos durante a operação foram levados para a Delegacia Especializada de Homicídios. (Foto: Reprodução Instagram/DEH)
Presos durante a operação foram levados para a Delegacia Especializada de Homicídios. (Foto: Reprodução Instagram/DEH)

Em audiência de custódia realizada na manhã desta terça-feira (16), a Justiça decretou prisão preventiva de cinco dos presos ontem (15) durante investigação sobre “tribunal do crime”, desencadeada após desaparecimento de Sandro Lucas de Oliveira, de 24 anos, sumido em dezembro do ano passado.

Durante diligências na casa José Roberto Machado dos Santos, de 42 anos, na Vila Bordon, policiais encontraram três papelotes de cocaína prontas para venda, além de uma peneira, sete celulares, facas e R$ 62. Ele estava foragido da Gameleira.

Em depoimento, José Roberto disse que morava de favor há dois meses no espaço onde funciona um bar. Ele confessou que a droga encontrada era dele, no entanto, afirmou que o entorpecente era para consumo próprio, negando ser traficante. Sobre os celulares, relatou que apenas um deles pertencia a ele e que os outros aparelhos estavam espalhados pela casa.

Rafael Aquino de Queiroz, de 34 anos, foi preso no Jardim Serradinho, onde investigadores encontraram uma munição de calibre 380 dentro de uma caixa guardada em uma estante. À polícia, o suspeito disse que não tinha arma e que havia resolvido guardar a munição depois de encontrá-la em em frente de casa. Ele tinha mandado de prisão temporária por homicídio em aberto.

No Bairro Nova Campo Grande, Eliezer Nunes Romero, de 19 anos, foi preso em flagrante depois de porções de maconha serem localizadas em uma caixa no quarto do suspeito. Ele confessou ser “disciplina” do PCC.

Em conversas no celular de Eliezer, policiais descobriram a negociação de venda de drogas com Leonardo da Silva Ramos Dias, de 20 anos, e Daniela Magali Centurion de Paredes, de 21. Na casa do casal foram encontrados 1,8 quilo de maconha.

Investigação -  Ao todo, oito pessoas foram presas, entre prisões preventiva e em flagrante. Cinco locais foram percorridos nesta tarde, um deles uma boca de fumo.

O objetivo era identificar os responsáveis pelo desaparecimento de Sandro Lucas de Oliveira, de 24 anos, sumido em dezembro do ano passado, na Vila Popular, em Campo Grande. A investigação policial indica que ele foi vítima do “tribunal do crime”, forma usada pelas facções criminosas para designar assassinatos durante justiçamento de desafetos.




Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário