A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/03/2011 15:42

Justiça nega liberdade à esteticista presa por duplo homicídio

Aline dos Santos
Lorraine foi presa em dezembro do ano passado. (Foto: João Garigó)Lorraine foi presa em dezembro do ano passado. (Foto: João Garigó)

A justiça negou a revogação da prisão preventiva da esteticista Lorraine Rorys Silva. Ela foi presa acusada de envolvimento nas mortes de Cláudia Araújo Mugnaine, de 34 anos, e Regina Bueno França, de 40 anos. As mulheres foram degoladas. O crime aconteceu no dia primeiro de dezembro de 2010, no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Lorraine tinha pedido liberdade provisória, que foi indeferida pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, sob justificativa de manutenção da ordem pública. Ela foi presa no dia 7 de dezembro.

Lorraine era amiga das vítimas e teria facilitado a ação dos executores do crime: Weber de Sousa Barreto e Cristhian Rampagne Castedo, que agiram a mando de Éder Rampagne Castedo. Todos estão presos.

O motivo para a esteticista ajudar no crime, de acordo com a Polícia Civil, é que ela era namorada de Éder e teria descoberto que Regina o delatou à polícia quando estava foragido do regime semiaberto.

Segundo a polícia, Éder deu a ordem para o duplo homicídio ao irmão Cristhian, por telefone celular, de dentro do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.



A JUSTIÇA TEM QUE AGIR FIRME....DUAS VIDAS SE FORAM E NAO VOLTAM MAIS....MEUS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES DAS VITIMAS.....NAO PODEMOS DEIXAR O MAL PREVALECER SOBRE O BEM.........E MUITAS VEZES ISSO VEM ACONTECENDO.......A VIDA HUMANA ESTÁ VALENDO MENOS QUE A VIDA DE ALGUM ANIMAL. E ATÉ QUANDO ISSO VAI DURAR........TEM QUE HAVER ALGUEM PARA MUDAR ESSE QUADRO. CONFIO AINDA NA JUSTIÇA.
 
WILLERSON ZAMPIERI em 13/03/2011 10:15:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions