A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/05/2012 16:49

Justiça ouve dia 29 acusação de vereadores por morte de presidente de Câmara

Nadyenka Castro

A previsão é que sejam ouvidas 10 pessoas. São réus pelo crime Eliênio Almeida de Queiroz, Valter Runiz Dias de Souza e Valdeci Lima de Oliveira

Irineu, de camisa amarela, é autor confesso dos disparos. Ele foi condenado a 19 anos de prisão, enquanto Valdemir, de camisa cinza, pegou 18 anos. (Foto: João Garrigó)Irineu, de camisa amarela, é autor confesso dos disparos. Ele foi condenado a 19 anos de prisão, enquanto Valdemir, de camisa cinza, pegou 18 anos. (Foto: João Garrigó)

Dez pessoas devem ser ouvidas no próximo dia 29 sobre o assassinato de Carlos Antônio Carneiro, ocorrido no dia 26 de outubro de 2010, em Campo Grande, quando ele era presidente da Câmara Municipal de Alcinópolis.

As 10 pessoas são testemunhas de acusação dos vereadores Eliênio Almeida de Queiroz, Valter Runiz Dias de Souza e Valdeci Lima de Oliveira, réus pelo crime. A audiência está marcada para as 13h30min e será na 2ª Vara do Tribunal do Júri.

Os três vereadores foram denunciados por “ajustar” a morte de Carlos Antônio. Os três foram presos em julho do ano passado, sendo soltos em 12 de agosto.

Eles foram denunciados por homicídio com motivo torpe e emboscada. Na denúncia, o promotor Douglas Oldegardo dos Santos cita a disputa política no município.

Também responde pelo assassinato Manoel Nunes da Silva. Ele era prefeito de Alcinópolis na época do crime e agora está afastado do comando da administração municipal.

Em julgamento realizado em fevereiro deste ano, Ireneu Maciel, réu confesso pela execução foi condenado a 19 anos de prisão, enquanto Valdemir Vansan, acusado de ser contratante do assassinato, recebeu pena de 18 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions