ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Ladrão em fuga morre durante troca de tiros com homens da Polícia Militar

Bandido e comparsa assaltaram dois motoristas de aplicativo e um acabou morto em fuga

Por Dayene Paz | 09/05/2022 07:18
Siena e Gol foram recuperados pelos policiais do Batalhão de Choque. (Foto: Divulgação/Choque)
Siena e Gol foram recuperados pelos policiais do Batalhão de Choque. (Foto: Divulgação/Choque)

Bandido foi morto em troca de tiros com o Batalhão de Choque da Polícia Militar, na madrugada desta segunda-feira (9), após roubo de dois carros de motoristas de aplicativo, na região do Portal Caiobá, em Campo Grande. O bandido morto ainda não foi identificado. O comparsa dele conseguiu fugir.

Conforme o coronel Rigoberto Rocha, cinco equipes foram empenhadas após receberem denúncias de que uma dupla armada havia roubado um Fiat Siena no Jardim Tarumã. "Fizemos o cerco, localizamos o Siena e fizemos o acompanhamento tático no Bairro Celina Jallad. Os dois ocupantes, próximo de uma mata, abandonaram o veículo e fugiram", explica o coronel.

Os policiais continuaram as buscas, mas sem sucesso naquele momento. Após alguns minutos, receberam a informação de que mais um carro de motorista de aplicativo foi roubado, desta vez, um Volkswagen Gol vermelho. "Um dos autores voltou e ainda no Celina Jallad, roubou esse Gol do motorista de aplicativo. Nossas equipes estavam em buscas, quando se deparou com a vítima pedindo socorro."

Arma encontrada com bandido. (Foto: Divulgação/Choque)
Arma encontrada com bandido. (Foto: Divulgação/Choque)

Rocha explica que nesse momento foi feito mais um cerco, quando o Gol passou pelas equipes. "Ele saiu do veículo e tentou fugir, foi acompanhado de perto e passou a atirar", afirma. Os policiais revidaram os tiros e acertaram o autor, que morreu no local. Os policiais encontraram com ele uma arma de fogo 357 com seis munições, sendo duas deflagradas. Já o comparsa conseguiu fugir e ainda não foi encontrado.

Os dois veículos foram recuperados pelo Batalhão de Choque.

Nos siga no Google Notícias