A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

06/01/2016 10:03

Ladrão leva tiro no pé e é preso após assaltos com arma de brinquedo

Luana Rodrigues
Polícia recuperou dinheiro roubado e apreendeu simulacro usado nos crimes. (Foto: Divulgação)Polícia recuperou dinheiro roubado e apreendeu simulacro usado nos crimes. (Foto: Divulgação)
Assaltante também rendeu frentista de posto de combustíveis. (Foto: Fernando Antunes)Assaltante também rendeu frentista de posto de combustíveis. (Foto: Fernando Antunes)

Daniel Lucas da Silva, de 29 anos, foi preso em flagrante depois de, usando uma arma de brinquedo, assaltar um posto de combustíveis na Avenida Gury Marques e tentar roubar um taxista, também no Jardim Pioneiros, na noite desta terça-feira (05), em Campo Grande. Ele foi flagrado apontando a arma para o motorista e tentou fugir em uma moto, perseguição que acabou quando ele tomou um tiro no pé e caiu do veículo.

Segundo informações do Batalhão de Choque, o homem foi perseguido e, após desobedecer ordens de parada, os policiais atiraram no veículo. Um dos tiros atingiu o pé direito do suspeito, que caiu e acabou detido.

Conforme informações do registro da ocorrência, era por volta das 6h quando Daniel rendeu um frentista, de 34 anos. Ele ordenou que o rapaz entregasse dinheiro e fugiu em seguida.

A vítima chamou a polícia. No meio do caminho, os policiais militares encontraram o suspeito rendendo um taxista, de 64 anos. O criminoso percebeu a aproximação da viatura, por isso subiu na moto e tentou fugiu.

Em perseguição, a polícia deu ordem de parada e, segundo o boletim, Daniel desobedeceu, então os policiais começaram a atirar na moto, na tentativa de furar os pneus para que ele parasse. Um dos tiros atingiu o pé direito do assaltante, o que fez com que ele perdesse o controle do veículo e caísse.

Daniel foi socorrido e encaminhado a Santa Casa, onde ficou internado sob escolta policial. Todo o dinheiro roubado das vítimas foi encontrado no bolso da calça dele, sendo R$ 50 do posto de combustíveis e R$ 448 do taxista.

A arma utilizada pelo assaltante nos dois crimes também foi apreendida, mas se tratava de um simulacro e não uma pistola de verdade. O caso foi registrado na  Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, como roubo majorado, resistência e desobediência e lesão corporal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions